Recuo nos preços da carne suína
CI
Imagem: Pixabay
VALORIZAÇÃO

Recuo nos preços da carne suína

Os altos custos de produção (especialmente os relacionados à alimentação) fazem com que produtores reajustem positivamente os valores de venda de novos lotes
Por: -Aline Merladete

Os preços do suíno vivo no mercado independente estão em alta nestas primeiras semanas de agosto, ao passo que os da carne no atacado da Grande São Paulo vêm recuando. Segundo pesquisadores do Cepea, no caso do animal vivo, as cotações estão sustentadas pela maior demanda de frigoríficos exportadores, tendo em vista que os embarques da proteína suína in natura estão intensos neste começo de mês.

Conforme dados do boletim informativo do Cepea, os altos custos de produção (especialmente os relacionados à alimentação) fazem com que produtores reajustem positivamente os valores de venda de novos lotes de suíno pronto para abate. Já quanto à carne, as cotações são pressionadas pela fraca demanda brasileira, devido, principalmente, ao baixo poder de compra da população. Verifica-se, inclusive, que alguns agentes atacadistas reajustam negativamente as cotações de venda da carne, na tentativa de manter a liquidez e evitar elevações nos estoques. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.