Recuperação de preços já está próxima da exaustão
CI
Agronegócio

Recuperação de preços já está próxima da exaustão

Os valores negociados no campo estão em queda e devem manter essa tendência
Por:

O movimento de recuperação dos preços começa a dar sinal de exaustão, segundo avaliação do analista Fábio Silveira, da LC Consultores. Embora os principais índices de preços ao consumidor mostrem alta por causa do efeito das cotações dos produtos agrícolas, os valores negociados no campo estão em queda e devem manter essa tendência nos próximos meses. "Há um descompasso entre a valorização dos produtos agrícolas no atacado e seus efeitos sobre o orçamento dos consumidores", explica Silveira. Muitas vezes, o impacto sobre a inflação ocorre quando esses preços já se encontram em queda, acrescenta.

Neste caso, a queda dos preços no atacado se dá por causa do início da colheita da safra de grãos, que deverá ser recorde. Embora o cenário seja favorável ao produtor, a entrada da safra terá impacto negativo sobre o movimento de alta dos preços.

O levantamento mensal dos preços feito pela LC Consultores mostra queda de 2,7% nas cotações da soja, 4,4% nas do café, 7,4% na carne de suíno, 5% no preço do arroz, 6,1% no do milho, 3,5% no milho e 11,6% no preço do leite tipo C. Em comparação com fevereiro, o índice mensal preços agrícolas de março caiu 1,3%. Mas ante fevereiro de 2006, esse índice está 22,1% mais alto.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink