Redução da colheita no Brasil pode levar à alta do café
CI
Agronegócio

Redução da colheita no Brasil pode levar à alta do café

A OIC alertou para uma possível alta nos preços devido à redução da colheita
Por:

O diretor-executivo da Organização Internacional do Café (OIC), Néstor Osorio, alertou neste sábado (24-02) para uma possível alta global nos preços deste produto devido à redução da colheita no Brasil, o maior produtor mundial, informou a agência de notícias indiana "PTI".

Osorio fez tais declarações na cidade de Bangalore (sul da Índia), onde se realiza neste fim de semana o Festival Internacional do Café da Índia, do qual participam cerca de 500 delegados de 15 países.

"Estamos entrando em uma fase na qual vai haver um déficit da oferta frente à demanda. O mercado refletirá isto", afirmou o diretor da OIC, citado pela "PTI".

Osorio acrescentou que há razões para crer que em um ou dois anos os preços subirão se houver um déficit de entre 8 e 9 milhões de sacas, como apontam as previsões, já que as reservas registram "baixas históricas".

Atualmente, cerca de 118 milhões de sacas (de 60 quilos) são consumidas no mundo ao ano, segundo Osorio, enquanto em 2007-2008 espera-se que a produção chegue a apenas 110 milhões de sacas, devido à diminuição da colheita no Brasil.

"É uma situação muito delicada. Qualquer acidente climático poderia criar um cenário especial não desejado", disse Osorio.

O diretor da OIC, no entanto, se mostrou confiante em que a crise que atravessou a indústria global do café nos últimos quatro anos terminou e assegurou que atualmente o mercado se encontra "em um ponto decisivo". "Mas temos que ser cautelosos no modo de enfrentar a situação atual", acrescentou.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink