Região mineradora do Alto Paraopeba terá centro de referência para a agricultura familiar

Agronegócio

Região mineradora do Alto Paraopeba terá centro de referência para a agricultura familiar

O Centro de Referência será uma fazenda experimental
Por:
1041 acessos

O Centro de Referência será uma fazenda experimental

Embrapa Milho e Sorgo participou de cerimônia de assinatura da concessão de área para implantação do Centro de Referência da Agricultura Familiar em Territórios Mineradores do Alto Paraopeba. A solenidade aconteceu no município de Ouro Branco-MG, em 10 de agosto, na Fazenda de Carreiras, localizada na Estrada Real.

O Centro de Referência será uma fazenda experimental, onde serão desenvolvidos estudos, tecnologias e assistência técnica, visando a sustentabilidade regional da agropecuária e da produção de alimentos relacionadas à agricultura familiar de toda a região. O Centro será coordenado pelo Consórcio Público de Desenvolvimento para Desenvolvimento do Alto Paraopeba (CODAP), em uma área cedida pela empresa Gerdau.

Durante o evento, foi constituído o Conselho Gestor do Centro de Referência, do qual fazem parte, além da Embrapa, entidades como as prefeituras da região, a Emater-MG, a Epamig, o Sebrae, o Geopark, o INCT-Acqua, entre outras. "A criação deste Centro de Referência visa fortalecer a agricultura familiar e a diversificação das atividades econômicas em um local onde as principais fontes de renda estão centralizadas em atividades de mineração e de siderurgia", ressaltou o Chefe-geral da Embrapa Milho e Sorgo, Antônio Álvaro Corsetti Purcino, que compareceu à solenidade, acompanhado do analista Fredson Ferreira Chaves.

Segundo Chaves, a região tem uma tradição no cultivo de hortifrutigranjeiros que precisa ser revitalizada, para que ocorra um aumento da renda e da empregabilidade no meio rural. "Não adianta tentar manter as pessoas no campo, sem que haja melhorias de qualidade de vida e da produtividade. O Conselho irá estudar as demandas locais para definir como colaborar no desenvolvimento e no incentivo para o crescimento da agricultura familiar no Alto do Paraopeba", afirmou Chaves, que integra a equipe do setor de transferência de tecnologia da Embrapa Milho e Sorgo. 

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink