Região norte de Mato Grosso corresponde a 14,5% da safra de verão do Brasil
CI
Agronegócio

Região norte de Mato Grosso corresponde a 14,5% da safra de verão do Brasil

Excesso de chuvas atrapalhou desenvolvimento e colheita de grãos
Por:
A região norte de Mato Grosso representa 14,5% de uma área de 29,4 milhões de hectares monitoradas pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) durante a safra de verão 2013/2014. O excesso de chuvas foi o principal problema verificado no durante o desenvolvimento e colheita. Foram monitoradas 22 mesorregiões no Brasil que semearam soja, milho 1ª safra, algodão e feijão. A 2ª mesorregião com maior participação de área monitorada é o noroeste do Rio Grande do Sul. Em Mato Grosso foram monitoradas três mesorregiões.

Os dados da Conab são de seu mais recente Boletim de Monitoramento Agrícola e indica ainda como os fatores climáticos estão afetando as lavouras.

O levantamento mostra que na região norte de Mato Grosso foram monitoradas pouco mais de 5,9 milhões de hectares entre as quatro culturas. Nesta região mato-grossense foram constatados bons volumes de chuvas durante o período monitorado. O boletim salienta ainda que o "Excesso de chuvas pode estar dificultando o plantio dos cultivos de 2ª safra em algumas partes da região". Tal fato já foi comprovado, tanto que a área destinada ao milho 2ª safra recuou 19,73% em decorrência das chuvas, bem como os preços baixos.

A região sudeste de Mato Grosso é a 5ª maior mesorregião com 1,6 milhão de hectares semeados nesta safra de verão, o que representa 4,1% na área nacional analisada. Um dos pontos frisados pela entidade foi o bom rendimento da soja.

Já o nordeste mato-grossense representa 3% da área nacional verificada com 1,2 milhão de hectares, área que o deixou em 7º lugar entre as mesorregiões monitoradas.

“Com a chegada das chuvas nas 3 principais mesorregiões do estado do Mato Grosso, ainda no ano passado, a dinâmica da safra de verão entrou na normalidade. O excesso de chuvas dificultou as colheitas de soja em várias regiões do estado. A pouca luminosidade devido a insistente cobertura de nuvens que ainda pode perdurar por alguns dias, pode comprometer parcialmente os cultivos de 2ª safra que ocuparam áreas da soja precoce já colhida”, diz o Boletim de Monitoramento Agrícola da Conab.

O boletim ressalta ainda que a colheita de verão está praticamente encerrada. A colheita da soja, por exemplo, atingiu nesta semana 98,5% dos 8,2 milhões de hectares semeados, de acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

As 22 mesorregiões principais produtoras de soja, milho 1ª safra, algodão e feijão monitoradas juntas cobrem a quase 74% das culturas mencionadas no Brasil. No próximo dia 10 de abril a Conab divulgará seu 7º levantamento de safra de grãos 2013/2014.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink