Relação de troca ainda é favorável

Agronegócio

Relação de troca ainda é favorável

Representantes da indústria de insumos confirmam a tendência de antecipação de compras
Por:
2078 acessos
Os representantes da indústria de insumos confirmam a tendência maior de antecipação de compras. Segundo a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), em maio, as entregas de fertilizantes ao consumidor final se elevaram 63,3% em relação ao mesmo período de 2010 - foram entregues 2,1 milhões de toneladas ante 1,3 milhão de toneladas. No acumulado até maio, o aumento foi de 23,8% em relação ao mesmo período de 2010, passando de 6,9 milhões de toneladas para 8,5 milhões de toneladas. "O preço dos fertilizantes está em recuperação, mas a relação de troca continua favorável ao produtor", diz o diretor executivo da Anda, David Roquetti Filho.


Defensivos - As vendas de defensivos agrícolas também cresceram este ano, mas, conforme o gerente de informação do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola (Sindag), Ivan Amancio Sampaio, esse aumento indica, mais que uma antecipação, um maior consumo de defensivos por parte do agricultor, que está mais capitalizado. "Tradicionalmente, 60% das vendas concentram-se no segundo semestre, de agosto a novembro. Este ano, existe essa antecipação, mas temos de esperar o segundo semestre para ver como o mercado se comporta", diz Sampaio. Conforme o Sindag, o mercado de defensivos cresceu, em maio, 18% na comparação com o mesmo período de 2010, passando de R$ 401 milhões para R$ 474 milhões em 2011. No acumulado de janeiro a maio, o crescimento foi de 7% - passou de R$ 2,5 bilhões em 2010 para 2,7 bilhões em 2011.


No setor de sementes, as aquisições antecipadas este ano estão em torno de 30%, informa o superintendente executivo da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem), José Américo Pierre Rodrigues. "Com a ocorrência de geadas no Sul e a queda no preço da soja, as compras desaceleraram", explica.


Segundo o presidente da Abrasem, Narciso Barison Neto, a antecipação é sentida no setor de sementes, mas não de maneira muito significativa. "O agricultor está capitalizado e pode estar antecipando as compras, mas acredito na estratégia de cada produtor. O produtor previdente pensa a semente com um ano de antecedência e já faz sua reserva porque sabe que corre o risco de não encontrar bom material se deixar para a última hora."

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink