Relatório da FAO aprova uso de produtos transgênicos
CI
Agronegócio

Relatório da FAO aprova uso de produtos transgênicos

Por:

A Organização para Agricultura e Alimentação da ONU (FAO) defendeu, no relatório "Biotecnologia agrícola: respondendo às necessidades dos pobres", os alimentos geneticamente modificados, afirmando que trouxeram alguns benefícios econômicos e nenhum prejuízo à saúde. No documento, a FAO destaca que, até o momento, os principais problemas com a biotecnologia na agricultura é o fato de a técnica não ter chegado logo até aos agricultores pobres e ter tido como foco, na maioria, os interesses econômicos.

O relatório diz que o mundo terá 2 bilhões de pessoas a mais para alimentar em 30 anos, um desafio que a biotecnologia pode ajudar a enfrentar. Seis países respondem por 99% da área total de plantações de transgênicos - Brasil, Argentina, Canadá, China, África do Sul e EUA. Em muitos deles, preocupações ambientais e com a segurança alimentar impedem o crescimento. Segundo a Monsanto, a biotecnologia já beneficia pequenos agricultores na China, África do Sul e Índia.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink