Renda agrícola de 2009 pode chegar a R$ 155 bilhões

Agronegócio

Renda agrícola de 2009 pode chegar a R$ 155 bilhões

A estimativa é 3,8% menor em valores reais que a obtida em 2008, de R$ 161,39 bilhões
Por:
807 acessos

A estimativa de renda agrícola para 2009, baseada nos levantamentos da safra de maio, mostra que o Brasil deve obter R$ 155,2 bilhões para as vinte principais lavouras. A estimativa é 3,8% menor em valores reais que a obtida em 2008, de R$ 161,39 bilhões. Apesar da renda deste ano ser inferior à de 2008, ainda é a segunda maior desde o início desta série estatística, que começou em 1997. A renda agrícola é divulgada mensalmente pela Assessoria de Gestão Estratégica (AGE), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

“Os preços agrícolas de alguns produtos tendem a se recuperar nos últimos meses”, analisa o coordenador-geral de Planejamento Estratégico do Mapa, José Garcia Gasques. “Mantendo-se esse comportamento é de se esperar que continue havendo aproximação entre as estimativas de renda de 2008 e de 2009”, ressalta.

Entre os produtos que apresentam aumento de renda destacam-se a uva (202,7%), cacau (19,7%), arroz (17,7%) e mandioca (14,6%). Num patamar abaixo destes encontram-se amendoim (11,1%), cana-de-açúcar (9,8%); batata inglesa (8%), laranja (3,1%), e, em nível bastante inferior de aumento, a banana, (0,5%).

Dez produtos pesquisados apresentam redução de renda em relação ao ano passado: milho (-28,1 %), algodão herbáceo (-27,6%), tomate (-0,6), café (-14 %), cebola (-14,2%), feijão (-16,4%), fumo (-4,4%), pimenta-do-reino (-0,9%), soja (-2,1%) e trigo (-18,5%).

Renda regional - A renda regional mostra aumento apenas na região Norte, de 8,1%, já descontada a inflação. Os destaques para essa região foram Acre, Amazonas e Tocantins. No Acre e Amazonas, o aumento de renda observado deve-se à valorização das lavouras de mandioca e banana, enquanto em Tocantins, à mandioca e soja. As demais regiões vêm mostrando queda de renda. De acordo com Gasques, isso se deve à combinação de fatores entre os quais se destacam as estiagens e geadas no Sul e Sudeste, chuvas excessivas no Nordeste e uma combinação de estiagem e falta de investimentos privados no Centro Oeste.

Confira a tabela de Renda Agrícola por produto e região.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink