Renda dos agricultores de MG cresce acima da média nacional em 2011
CI
Agronegócio

Renda dos agricultores de MG cresce acima da média nacional em 2011

Valor Bruto de Produção no Estado aumenta 18,5%
Por:
Valor Bruto de Produção no Estado aumenta 18,5%
 
O Valor da Produção Agrícola (VBP) de Minas Gerais em 2011 cresceu acima da média nacional. O estudo divulgado nesta quinta-feira (19) pelo Ministério da Agricultura mostra que o VBP do Estado foi de R$ 21,8 bilhões. Um crescimento de 18,5% em relação ao ano de 2010. Já o Valor Bruto da Produção Agrícola do país, de R$ 205,9 bilhões, representou um aumento de 11,9%.
 
O VBP correspondente à renda dentro da propriedade e considera as 20 principais culturas agrícolas do país. Para realizar o estudo, são utilizados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).Cerca de 51% da renda agrícola de Minas Gerais são provenientes da cafeicultura. O VBP da atividade em 2011 foi de R$ 11,2 bilhões, o que representa um crescimento de 30,3% em relação ao ano anterior.
 
A cana-de-açúcar também teve um grande peso no aumento da renda agrícola dentro das propriedades do Estado. O crescimento do ano passado em relação a 2010 foi de 26,6%. De acordo com o Ministério da Agricultura, o VBP da cana-de-açúcar em Minas foi de R$ 3,6 bilhões. Depois do café, a cana-de-açúcar é o produto com maior participação na renda da agricultura mineira: 16,3%.
 
Outros destaques do VBP estadual em 2011 foram o milho, com crescimento de 46,4%, e o algodão, que registrou uma elevação de 195,2%. De acordo com o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria de Estado de Agricultura, João Ricardo Albanez, o resultado positivo é reflexo da melhoria dos preços dos produtos. “No caso do café, mesmo com a queda de produção por causa da bienalidade da cultura, os preços pagos ao produtor contribuíram para este resultado. Já nas culturas do milho, da cana-de-açúcar e do algodão, também houve um crescimento da produção”, explica.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.