Repelente da ISCA protege florestas dos EUA contra besouro-do-pinheiro

Agronegócio

Repelente da ISCA protege florestas dos EUA contra besouro-do-pinheiro

Produto recebeu apoio do USDA
Por: -Leonardo Gottems
1213 acessos

 

O SPLAT® Verb – Feromônio Especializado com Tecnologia de Aplicação Atrativa – está salvando florestas inteiras na America do Norte da infestação do besouro-do-pinheiro (Dendroctonus ponderosae). Fabricado pela ISCA Tecnologias a partir do feromônio repelente Verbenone, a formulação atinge 100% de proteção nas árvores as quais foi aplicado.

A pesquisa e desenvolvimento do produto recebeu o apoio do Programa de Incentivo a Inovação a Pequena Empresa (SBIR, na sigla em inglês), oferecido pelo Departamento de Agricultura do Governo Federal Americano (USDA). A necessidade de livrar as florestas de pinos norte-americanas do inseto foi percebida pelo presidente da Isca, Dr. Agenor Mafra-Neto, que ao atravessar o Parque Nacional Rocky Mountain no Colorado com sua família notou que as montanhas estavam completamente cobertas por pinheiros mortos.

Em 2008, mais de 465 mil hectares foram afetados apenas no Colorado. Segundo uma avaliação do serviço florestal desse estado, em 2013 outros 106 mil hectares de árvores foram infestados pelo besouro-do-pinheiro. Estava claro que a floresta de pinus no estado estava diminuindo perigosamente, mas o problema se estendia muito além do parque.

Hoje em dia todos os 19 estados do Oeste dos EUA e partes do Canadá estão lidando com ataques intensos do besouro, que vem criando uma devastação sem precedentes que compromete mais de um milhão de hectares de florestas por ano. Isso causou não apenas a destruição do ecossistema, com a contaminação da água e o aumento dos níveis de carbono na atmosfera, mas milhares de quilômetros de danos às linhas de energia, devido à queda de árvores e destruição de propriedades em função de megaincêndios.

Para conter a praga, o Dr. Mafra-Neto estudou o comportamento dos insetos: “Os besouros-do-pinheiro possuem uma forma muito complexa de atacar árvores. Eles são inicialmente atraídos por um feromônio liberado pelos primeiros besouros a atacar um pinheiro. Essa comunicação induz todos os outros besouros próximos a juntar-se no ataque da árvore, cavando a casca, diminuindo a circulação da seiva, e criando galerias onde eles depositam seus ovos. Os besouros rapidamente acabam com as defesas dessas árvores ao trazer outros besouros para colonizá-la. No entanto, eles não podem ter um excesso de besouros colonizando uma mesma árvore, porque a comida para as larvas é limitada. Então há um momento onde eles detém a chegada de outros besouros liberando um feromônio repelente que, essencialmente, diz ‘basta’”.

É justamente esse feromônio repelente, chamado de Verbenone, a essência da tecnologia SPLAT® Verb da ISCA, um formulado duradouro que avançou para a segunda fase do programa de subvenção do SBIR, onde o produto foi testado e em grandes extensões e aprovado pelo mercado. “No primeiro ano da subvenção, aplicamos em árvores sob extrema pressão populacional do besouro e descobrimos que o SPLAT® Verb protegeu 100% das árvores tratadas. Ao mesmo tempo, houve mortalidade de 93% nas demais árvores que não foram protegidas”, conta o especialista.

Este alto nível de proteção foi confirmado quando o SPLAT® Verb foi escolhido pelo departamento de Parques Nacionais para proteger Sugar Pines (Pinus lambertiana) que sobreviveram ao fogo no icônico Yosemite National Park (California) entre Maio e Setembro de 2014. Um total de 86 árvores foram tratados com o produto em uma área previamente identificada como sobre alta pressão de infestação pelo bezouro. Todas as árvores tratadas com SPLAT® Verb foram salvas e protegidas do ataque do besouro. Para a Fase II do projeto, a ISCA criou uma formulação mais barata e efetiva que poderá ser usada em grandes áreas visando prevenir ataques desse besouro.

“No fim da subvenção da primeira fase do projeto, que durou apenas seis meses, nós já tínhamos dados suficiente para buscar o registro com a Agência de Proteção Ambiental (EPA). Ao obter isso, nós ficamos aptos a começar a vender diretamente para a indústria florestal dos Estados Unidos”, conta o Dr. Mafra-Neto.

Antes da chegada do SPLAT® Verb, a principal proteção individual de árvores contra ataques de besouros utilizada pelo governo e a indústria florestal americanos era o inseticida químico Carbaryl. Apesar de altamente eficiente, o defensivo é considerado pela EPA como cancerígeno para humanos e tóxico para pássaros e vida selvagem.

Outro benefício do americano é o “efeito aura” de uma árvore tratada. Quando o repelente é aplicado, uma espécie de “aura” se forma ao redor dela, oferecendo proteção também às árvores vizinhas. “Nosso foco agora é ampliar a escala de aplicação do nosso produto. Estamos reduzindo os custos para viabilizar financeiramente a proteção de grandes áreas usando essa fórmula. Até agora, não precisamos nem fazer marketing do nosso produto. O SPLAT® Verb tem funcionado tão bem e estamos maravilhados sobre como tem decolado apenas com a propaganda feita ‘boca a boca’ pelos usuários”, conclui Mafra.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink