Reta final das inscrições para a seleção do Curso Técnico em Agronegócio do SENAR

Agronegócio

Reta final das inscrições para a seleção do Curso Técnico em Agronegócio do SENAR

Quem deixar para a última hora a inscrição ao processo seletivo do Curso corre o risco de não conseguir horário disponível para prestar o exame.
Por:
567 acessos

Quem deixar para a última hora a inscrição ao processo seletivo do Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil no SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) corre o risco de não conseguir horário disponível para prestar o exame. O alerta é da assessora técnica do SENAR, Marina Vianna de Souza, lembrando que as provas são individuais, feitas no computador, e o número de vagas para elas depende da estrutura de cada polo da rede.

As inscrições se encerram na próxima terça-feira, dia 26 e devem ser feitas no portal http://etec.senar.org.br/.  Ao todo, são oferecidas 1.500 vagas no País. E a concorrência é grande. Até o momento são mais de sete mil inscritos. O polo de Sete Lagoas, em Minas Gerais, é o que apresenta maior número de candidatos, 591. No entanto, como disponibiliza 100 vagas, não é o que tem a disputa mais acirrada.

A concorrência é maior no polo de Balsas (MA), onde já são 411 candidatos por 30 vagas, ou seja, 13,7 disputando cada uma, por enquanto. O polo de João Pessoa (PB) é o segundo mais concorrido, com 6,4 candidatos por vaga. Na sequência vem o polo de Campo Grande (MS) onde a relação candidato/vaga é 5,9.

Altamente recomendado

A proposta do Curso Técnico em Agronegócio é formar profissionais que somem conhecimento, prática e visão empresarial, sendo capazes de administrar uma fazenda e também atuar em agroindústrias ou na comercialização de produtos agropecuários. Criado há pouco mais de um ano, a partir de uma parceria entre o SENAR e o Ministério da Educação (MEC), o curso veio facilitar o acesso da população do campo ao ensino formal de nível técnico, uma vez que é inteiramente gratuito e semipresencial.

Se a alta concorrência é um atestado do sucesso da iniciativa, o testemunho dos alunos é um reforço e tanto. São eles os principais responsáveis pelo marketing de boca-a-boca altamente positivo, atraindo um número cada vez maior de candidatos nos processos seletivos para o curso. Carlos Henrique Queiróz Jr, pecuarista goiano, aluno do polo de Anápolis, é exemplo disso.

“O curso é show de bola. O SENAR, maior escola da terra, tem toda infraestrutura para os alunos, uniformes, dvds, sites com estrutura tecnológica invejável, suporte por telefone, maravilhoso e recomendo a todos!”. A opinião está postada no Facebook, onde Carlos administra um grupo  com mais de 900 participantes do setor agropecuário.
Com a credencial de quem é graduado em Engenharia da Computação e especializado em mídias interativas, ele justifica seu entusiasmo. “A parte sistêmica do portal etec.senar tá muito bem estruturada, o ambiente online é bem definido, todo o material didático facilmente acessível no site, os fóruns bem alimentados. É fantástico”.

A aprovação de Carlos ao Curso Técnico em Agronegócio se estende também ao conteúdo e à proposta pedagógica. “Estou achando o máximo, porque me permite uma qualificação e exercício do conhecimento que provocam mudanças no comportamento e na forma de administrar o agronegócio”. Junto com o pai, Carlos gerencia um empreendimento pecuário em Santa Cruz de Goiás e conta que, apesar de estar ainda no primeiro semestre do curso técnico, já tem colocado em prática o que aprende nas aulas.
Carlos Henrique

Quem deixar para a última hora a inscrição ao processo seletivo do Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil no SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) corre o risco de não conseguir horário disponível para prestar o exame. O alerta é da assessora técnica do SENAR, Marina Vianna de Souza, lembrando que as provas são individuais, feitas no computador, e o número de vagas para elas depende da estrutura de cada polo da rede.

As inscrições se encerram na próxima terça-feira, dia 26 e devem ser feitas no portal http://etec.senar.org.br/.  Ao todo, são oferecidas 1.500 vagas no País. E a concorrência é grande. Até o momento são mais de sete mil inscritos. O polo de Sete Lagoas, em Minas Gerais, é o que apresenta maior número de candidatos, 591. No entanto, como disponibiliza 100 vagas, não é o que tem a disputa mais acirrada.

A concorrência é maior no polo de Balsas (MA), onde já são 411 candidatos por 30 vagas, ou seja, 13,7 disputando cada uma, por enquanto. O polo de João Pessoa (PB) é o segundo mais concorrido, com 6,4 candidatos por vaga. Na sequência vem o polo de Campo Grande (MS) onde a relação candidato/vaga é 5,9.

Altamente recomendado

A proposta do Curso Técnico em Agronegócio é formar profissionais que somem conhecimento, prática e visão empresarial, sendo capazes de administrar uma fazenda e também atuar em agroindústrias ou na comercialização de produtos agropecuários. Criado há pouco mais de um ano, a partir de uma parceria entre o SENAR e o Ministério da Educação (MEC), o curso veio facilitar o acesso da população do campo ao ensino formal de nível técnico, uma vez que é inteiramente gratuito e semipresencial.
Se a alta concorrência é um atestado do sucesso da iniciativa, o testemunho dos alunos é um reforço e tanto. São eles os principais responsáveis pelo marketing de boca-a-boca altamente positivo, atraindo um número cada vez maior de candidatos nos processos seletivos para o curso. Carlos Henrique Queiróz Jr, pecuarista goiano, aluno do polo de Anápolis, é exemplo disso.

“O curso é show de bola. O SENAR, maior escola da terra, tem toda infraestrutura para os alunos, uniformes, dvds, sites com estrutura tecnológica invejável, suporte por telefone, maravilhoso e recomendo a todos!”. A opinião está postada no Facebook, onde Carlos administra um grupo  com mais de 900 participantes do setor agropecuário.

Com a credencial de quem é graduado em Engenharia da Computação e especializado em mídias interativas, ele justifica seu entusiasmo. “A parte sistêmica do portal etec.senar tá muito bem estruturada, o ambiente online é bem definido, todo o material didático facilmente acessível no site, os fóruns bem alimentados. É fantástico”.

A aprovação de Carlos ao Curso Técnico em Agronegócio se estende também ao conteúdo e à proposta pedagógica. “Estou achando o máximo, porque me permite uma qualificação e exercício do conhecimento que provocam mudanças no comportamento e na forma de administrar o agronegócio”. Junto com o pai, Carlos gerencia um empreendimento pecuário em Santa Cruz de Goiás e conta que, apesar de estar ainda no primeiro semestre do curso técnico, já tem colocado em prática o que aprende nas aulas.

“O curso engloba questões administrativas, estimula o empreendedorismo, segurança alimentar e mais, abre um grande leque de opções de conhecimento. Dentro da nossa propriedade, com base no que tenho aprendido, aperfeiçoei a sistemática na área da tecnologia pecuária para maior controle do melhoramento genético do rebanho”.
Polos em 22 estados

Oitenta por cento das 1.230 horas-aula do Curso Técnico em Agronegócio são a distância, disponibilizados no portal. O restante é reservado às aulas presenciais nos polos da Rede e-Tec Brasil no SENAR e visitas técnicas ao campo ou indústrias do setor, para que o aluno possa adquirir vivência e prática. Ao se inscrever para a seleção, o candidato deve indicar o polo que pretende frequentar.

A rede já conta com polos de apoio no Distrito Federal e em 22 estados: Acre, Amazonas, Alagoas,  Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins, além de Pernambuco, Mato Grosso e do Distrito Federal. Mas o atual processo seletivo é para 40 polos de 19 estados. O único pré-requisito para a seleção é que o candidato tenha o ensino médio completo.

Carlos Henrique

“O curso engloba questões administrativas, estimula o empreendedorismo, segurança alimentar e mais, abre um grande leque de opções de conhecimento. Dentro da nossa propriedade, com base no que tenho aprendido, aperfeiçoei a sistemática na área da tecnologia pecuária para maior controle do melhoramento genético do rebanho”.
Polos em 22 estados

Oitenta por cento das 1.230 horas-aula do Curso Técnico em Agronegócio são a distância, disponibilizados no portal. O restante é reservado às aulas presenciais nos polos da Rede e-Tec Brasil no SENAR e visitas técnicas ao campo ou indústrias do setor, para que o aluno possa adquirir vivência e prática. Ao se inscrever para a seleção, o candidato deve indicar o polo que pretende frequentar.

A rede já conta com polos de apoio no Distrito Federal e em 22 estados: Acre, Amazonas, Alagoas,  Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins, além de Pernambuco, Mato Grosso e do Distrito Federal. Mas o atual processo seletivo é para 40 polos de 19 estados. O único pré-requisito para a seleção é que o candidato tenha o ensino médio completo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink