Revelado como as plantas se ramificam para acessar água

PESQUISA

Revelado como as plantas se ramificam para acessar água

"A água é fundamental para o crescimento, desenvolvimento e, finalmente, a sobrevivência das plantas"
Por: -Leonardo Gottems
261 acessos

Uma nova pesquisa descobriu como as raízes das plantas percebem a disponibilidade de umidade no solo e então adaptam sua forma para otimizar a aquisição de água. A descoberta, publicada na revista Science, poderia permitir o cultivo de culturas mais adaptáveis a mudanças nas condições climáticas, como a escassez de água, e ajudar a garantir a segurança alimentar no futuro.  

As raízes são fundamentais para as plantas adquirirem água e nutrientes solúveis do solo e a água é essencial para o crescimento das plantas, mas a mudança das condições climáticas dificulta ainda mais a aquisição de umidade do solo. As plantas podem se adaptar a diferentes condições de umidade, alterando sua arquitetura de raiz, mas até agora não foi entendido como isso é feito. 

Os ramos da raiz só se formam quando estão em contato direto com a umidade do solo por uma resposta adaptativa chamada "hidropastanização". O professor Malcolm Bennett, da Universidade de Nottingham, e o professor Ari Sadanandom, do Departamento de Biosciences da Universidade de Durham, descobriram que a hidratação é controlada por um gene mestre ARF7 chamado ramificação. Suas equipes observaram que as raízes das plantas que não tinham ARF7 não podiam mais ser hidratadas.  

"A água é fundamental para o crescimento, desenvolvimento e, finalmente, a sobrevivência das plantas. Surpreendentemente, a compreensão de como as plantas percebem a disponibilidade de água até agora tem sido ignorada pelos cientistas. Estudando como as raízes das plantas modificam sua ramificação em resposta à disponibilidade de água, descobrimos um novo mecanismo molecular. Isso representa um grande passo à frente e abre caminho para que os criadores desenvolvam novas culturas que sejam mais bem adaptadas às mudanças climáticas e ajudem a fornecer segurança alimentar global”, finaliza Bennett.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink