Rio Grande do Sul quer estender envio dos termos de conduta da soja transgênica
CI
Agronegócio

Rio Grande do Sul quer estender envio dos termos de conduta da soja transgênica

Por:

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag) pediu ontem à delegacia do Ministério da Agricultura no Estado nova prorrogação do prazo de entrega do Termo de Compromisso, Responsabilidade e Ajustamento de Conduta (TAC) pelos produtores que plantaram soja transgênica. A data limite já havia sido estendida de 25 de outubro até ontem, mas a entidade entende que divergências entre o termo e a lei de conversão da MP 131 provocaram dúvidas e fizeram com que muitos produtores não assinassem o documento.

Até o fim da tarde de ontem, a delegacia do ministério em Porto Alegre havia recebido 40 mil termos, 8 mil dos quais ontem. Muitos ainda estão sendo enviados pelas agências do Banco do Brasil, dos Correios e por sindicatos rurais. Mesmo assim, o delegado Francisco Signor, que esperava receber 100 mil documentos, admitiu que pode ter "superestimado" o número de produtores de soja transgênica no Estado.

Só a Fetag reuniu mais de 50 mil termos e boa parte deles ainda está sendo encaminhada à delegacia. Uma estimativa preliminar feita pela entidade junto a mais de 300 sindicatos filiados indica ainda que 20% dos produtores podem ter deixado de entregar o TAC devido às dúvidas quanto ao seu teor.

Um dos problemas, explica o vice-presidente da Fetag, Sérgio de Miranda, é que o documento responsabiliza os produtores por eventuais danos ao meio ambiente ou à saúde humana e animal, enquanto a lei aprovada no Congresso transfere o encargo para a detentora da patente. O termo também obriga a venda da soja transgênica até 31 de dezembro de 2004, mas a lei estende o prazo até fevereiro de 2005.

"Queremos a prorrogação com a correção dessas contradições para todos os produtores", disse Miranda. Signor considera a medida desnecessária, mas disse que encaminhará o pedido ao ministério, em Brasília, porque ele dependeria da edição de uma nova MP. A Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) também poderá pedir uma nova prorrogação do prazo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink