Roberto Rodrigues não quer importar milho transgênico
CI
Agronegócio

Roberto Rodrigues não quer importar milho transgênico

Por:

Ministro da Agricultura tem alternativas para a falta do produto convencional no mercado interno

“Nós não vamos importar milho transgênico. A prioridade é aumentar a produção de produtos alternativos como sorgo, aveia e milheto para compensar a falta do produto”, afirmou o Ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, em entrevista publicada pelo jornal Folha de São Paulo, em sua edição de 1o de janeiro de 2003.

O Ministro Roberto Rodrigues também rejeitou a idéia de usar seu ministério para pressionar pela liberação dos organismos geneticamente modificados (OGMs), como fez seu antecessor, Pratini de Moraes.

“Primeiro, é importante que haja uma

definição científica da questão”, ressaltou Rodrigues, fazendo coro com organizações não governamentais que conseguem há quatro anos impedir, com o apoio de decisões da Justiça federal, a comercialização de OGMs no Brasil.

Segundo o Ministro, “enquanto não houver indícios de que os transgênicos não representam perigo para a saúde, para o ambiente etc, não se mexe na legislação”.

Roberto Rodrigues também adiantou que ainda é necessário um estudo da aceitação do mercado internacional a esse produto.

“Se o prêmio pago para o produtor convencional for maior, vamos priorizar a produção de não-transgênicos”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.