Rossetto debate elaboração do Plano Safra no Rio Grande do Sul


Agronegócio

Rossetto debate elaboração do Plano Safra no Rio Grande do Sul

Por: -Admin
1 acessos

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, debaterá a elaboração do Plano Safra 2003/2004 neste sábado, em Porto Alegre. Na oportunidade, o ministro e o secretário nacional de Agricultura Familiar, Valter Bianchini, apresentarão as principais metas do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para o desenvolvimento e fortalecimento da pequena agricultura. O encontro ocorrerá na sede da Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), a partir das 9h30, e contará com a participação de representantes do governo estadual, agentes financeiros como Banrisul, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e Banco do Brasil, deputados federais e estaduais, e diversos movimentos sociais como Movimento dos Sem Terra (MST), Movimentos dos Pequenos Agricultores (MPA), Movimento das Mulheres Trabalhadoras Rurais (MMTR), Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag), CUT Rural, entre outras.

Pela primeira vez o Plano Safra será elaborado em conjunto com os movimentos sociais ligados ao campo, a partir de sugestão apresentada pelo ministro Rossetto, durante reunião do Conselho Nacional de Segurança Alimentar (Consea). De acordo com o ministro, a pequena agricultura terá o papel estratégico de atender o aumento da demanda por alimentos provocado pelo programa Fome Zero. O Plano Safra busca traçar metas e diretrizes para a próxima safra, discutindo políticas de crédito, assistência técnica, comercialização, estocagem de grãos e compras públicas. O Plano deverá ser apresentado até o final de junho.

A agenda do ministro também inclui, nesta sexta-feira, encontro com cooperativas de leite da Itália e do Rio Grande do Sul vinculadas ao sistema Coorlac. O encontro ocorre a partir das 16h, no Salão Minuano do Hotel Deville. Na oportunidade será debatida a importância dos sistemas cooperativos como forma de desenvolvimento regional. As cooperativas italianas são vinculadas a Liga das Cooperativas Italianas (Legacoop), que congrega 40% da produção agrícola do país. Produtores gaúchos receberam o apoio de algumas cooperativas da Itália para a formação de cooperativas no Estado, inclusive com financiamentos internacionais.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink