Roubos de gado assustam produtores das regiões Sul e Sudeste de GO
CI
Agronegócio

Roubos de gado assustam produtores das regiões Sul e Sudeste de GO

Prejuízo já chega a R$1 milhão
Por:
Prejuízo já chega a R$1 milhão

Com a intenção de levar mais segurança ao meio rural, a Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) realizou, na tarde dessa segunda-feira (30), na sede da entidade, uma reunião com a Delegada Geral da Polícia Civil, Adriana Accorsi, com a participação do presidente da Agrodefesa, Antenor Nogueira, e produtores rurais de Catalão, Goiandira, Campo Alegre e Cumari. O objetivo do encontro é buscar soluções emergenciais que diminuam o número de furtos e roubos na região. O último aconteceu no dia seis desse mês, onde 110 cabeças de gado foram levam. O prejuízo dos produtores já ultrapassa a marca de R$1 milhão.


De acordo com o vice-presidente institucional da Faeg, Bartolomeu Braz, a Federação, em parceria com o poder público, vai elaborar um projeto piloto com medidas de segurança que deve ser emergencial e rigoroso. “Essas regiões necessitam de uma segurança à altura da sua produção agropecuária, que é de extrema importância para Goiás.”


O presidente da Comissão de Assuntos Fundiários e Segurança Rural da Faeg, Wilian José dos Santos, conta que os furtos e roubos estão acontecendo há mais de um ano. “Em média três fazendas são assaltadas todo mês”, revela. Segundo ele a reunião com a Delegada foi fundamental para os produtores rurais. “Saímos daqui satisfeitos. Porque com certeza frutos serão colhidos”, avalia.


A Delegada destaca que está à disposição dos produtores para resolver de vez os casos de crimes que aconteceram nas regiões. “Estamos aqui para ouvir e agir no sentido de dar mais segurança aos produtores rurais.” Para Adriana, que se define como uma profissional de ação, medidas serão tomadas imediatamente. “Vamos reforçar o policiamento civil na região e levar ao Secretário de Segurança Pública providências relacionadas a policia militar.” Ela acrescenta ainda que a Polícia Civil está trabalhando firmemente e já tem pistas dos crimes. “Inclusive parte da quadrilha já foi presa”, revela.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.