RS: colheita da noz-pecan é aberta oficialmente neste dia 13
CI
Imagem: Divulgação
AGRICULTURA

RS: colheita da noz-pecan é aberta oficialmente neste dia 13

Nesta sexta-feira (13/05) será realizada a 4ª Abertura Oficial da Noz-Pecan, no Rancho das Águas
Por:

Nesta sexta-feira (13/05) será realizada a 4ª Abertura Oficial da Noz-Pecan, no Rancho das Águas, em Encruzilhada do Sul, município que experimenta um incremento significativo na área plantada com a fruta que, atualmente, alcança em torno de 6,6 mil hectares em todo o Estado, sendo que 4,3 mil deles estão em plena produção. De acordo com o IBPecan, o Rio Grande do Sul apresenta uma contribuição em torno de 70% da produção brasileira de noz-pecan. As principais regiões produtoras no RS estão na região central, município de Cachoeira do Sul, e na Serra do Botocuraí, no Alto Vale do Rio Taquari, no município de Anta Gorda.

De acordo com o extensionista rural da Emater/RS-Ascar, Antônio Borba, para a safra de 2022 há uma estimativa de colheita de 4,2 mil toneladas, o que representa uma quebra de produção em torno de 24% em relação ao ano anterior, principalmente em função da estiagem que assolou o Estado. ?Para a cultura da noz-pecan, a estiagem teve um impacto diferenciado dependendo da severidade nos índices pluviométricos observados. Naqueles municípios menos atingidos pela estiagem observou-se uma produção satisfatória, inclusive com aspectos de sanidade e bom desenvolvimento dos frutos. Também os pomares irrigados foram menos impactados pela estiagem, evidenciando a importância desta prática para a produção e produtividade da noz-pecan?, explicou Borba.

A noz-pecan é um alimento saudável rico em antioxidantes, fonte de ômega 3, que auxiliam evitando o acúmulo de LDL (colesterol ruim) no sangue, protegem o sistema cardiovascular e melhoram muito a qualidade de vida das pessoas que a utilizam regularmente. Além do consumo do fruto in natura e na culinária, em saladas, doces, etc, a casca da fruta também apresenta aplicação em chás com finalidade medicinal e o fruto também é utilizado para obter óleo para finalidade alimentar. Também a madeira da nogueira é muito apreciada para uso em marcenaria, para confecção de móveis finos, devido a sua beleza e revestimento interno.

A cadeia produtiva da noz-pecan movimenta um conjunto de elos que vão desde a prestação de serviços, na implantação, colheita, manejos sanitários e de fertilidade dos pomares, bem como produção de mudas até o beneficiamento e industrialização das nozes, o setor de máquinas e implementos e, portanto, gerando empregos e renda para produtores de portes variados de grandes, médios, até agricultores familiares. Evidencia-se, dessa forma, que é uma cadeia produtiva que movimenta soma importante de recursos financeiros nos diferentes elos da cadeia produtiva.

Ano após ano observa-se o incremento de agricultores na atividade, principalmente devido à possibilidade de diversificação para a agricultura familiar, bem como um investimento seguro para outros perfis de investidores. A atividade produtiva apresenta boa rentabilidade, embora tenha um tempo de retorno do investimento que deve ser considerado. Além disso, para o agricultor familiar, a Emater/RS-Ascar orienta sobre a necessidade de agregação de valor através do beneficiamento das nozes na forma de agroindústria na propriedade do agricultor preferencialmente.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.