RS: cooperativas avançaram em 2018 e projetam crescimento para 2019

cooperativas

RS: cooperativas avançaram em 2018 e projetam crescimento para 2019

No setor agropecuário, o preço das commodities e a agroindustrialização crescente trouxeram bons resultados
Por:
92 acessos

O presidente do Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Vergilio Perius, projeta com otimismo os números do cooperativismo gaúcho para o ano de 2019. À frente de uma entidade que congrega 429 cooperativas e mais de 2,8 milhões de associados, Perius destaca que, mesmo em tempos de retomada da economia após forte recessão, são boas as perspectivas para 2019. “Deveremos manter os indicadores de crescimento. Nos últimos três anos, crescemos linearmente 31%, em média 10% ao ano. Mantemos os empregos gerados mesmo com índices altos de desemprego no Estado e País, o que indica que teremos uma boa alavancagem que irá sustentar o crescimento para o próximo ano”, prevê Perius.

O presidente argumenta que as cooperativas, mesmo em tempos de crise, conseguem alcançar resultados econômicos e sociais. “As pessoas, como nas famílias de um modo geral, quando estão em algum tipo de dificuldade, tendem a se unir mais, conversar mais, para que juntas possam alcançar seus objetivos e superar eventuais dificuldades. Nas cooperativas não é diferente, os dirigentes se reúnem com o quadro associativo e projetam as metas a serem alcançadas”, prossegue. Segundo ele, 2019 mostrará índices econômicos positivos, na medida em que os investimentos das cooperativas estão sendo mantidos.

No setor agropecuário, o preço das commodities e a agroindustrialização crescente trouxeram bons resultados. Já no ramo Crédito, novas agências e a expansão da rede de serviços, aliadas ao grande investimento em tecnologia foram a receita de sucesso. O ramo Infraestrutura, que leva energia e internet para o homem do campo, juntamente com a construção de Pch’s (pequenas centrais hidrelétricas), manteve seu crescimento. Já o ramo Saúde, com investimentos em hospitais e prontos-atendimentos, foi o diferencial para seus associados.

Em relação ao Sistema Ocergs-Sescoop/RS, Perius destaca que juntamente com os colegiados da organização, tem conduzido a entidade de acordo com as diretrizes traçadas no Planejamento Estratégico. “A Ocergs fazendo as relações institucionais e de representação política das cooperativas, busca estar próxima aos governos e parlamentos em busca de políticas públicas que favoreçam o desenvolvimento do Sistema. E o Sescoop/RS atuando fortemente nas suas atividades finalísticas de monitoramento, promoção social e formação social de associados e empregados de cooperativas, busca de garantir quer as cooperativas tragam resultados econômicos e sociais para seus associados”, finaliza.

Atitudes inovadoras constroem cooperativas sustentáveis

O presidente destaca ainda o Seminário Gaúcho do Cooperativismo, que constatou o bom momento histórico que vivem as cooperativas. Em seu objetivo principal, trabalhou com o conceito de atitudes inovadoras como condição para sua sustentabilidade. Entre os 40 cases apresentados, situam-se os de natureza estratégico-social e os de gestão empresarial, que são a conjunção do econômico com o social, e garantem o DNA das cooperativas. Verificamos, desse modo, que as cooperativas se constituem protagonistas da ascensão tecnológica, como da integração social de seus proprietários, todos associados e somente dessa forma, o “homo sapiens cooperativo” da era digital consegue compartilhar avanços, realizar negócios e atos cooperativos, compreender as diferenças étnicas, políticas, religiosas e sociais e cooperar em vez de competir.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink