RS: economista aposta na safra de inverno para recuperação de dívidas
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
ENTREVISTA

RS: economista aposta na safra de inverno para recuperação de dívidas

Economista da Fecoagro/RS, Tarcísio Minetto, avalia as perdas e o que o produtor pode fazer
Por: -Eliza Maliszewski

Dados consolidados pela Emater/RS mostram perdas superiores a 40% nas culturas de verão no Rio Grande do Sul. O estado ainda vive os efeitos da escassez hídrica provocada pelo fenômeno La Niña. Segundo os números o estado deve colher somente 13,1 milhões de toneladas de grãos. A projeção anterior era de mais de 33 milhões de toneladas. A cultura com maior volume de perdas é a soja, que deve perder 52,1% em relação à projeção inicial, e cair de 19,94 milhões de toneladas para 9,4 milhões de toneladas. Já o milho primeira safra estima quebra de 55,1%. Em relação à produção da safra passada (33,1 milhões de toneladas), a perda média estadual de todos grãos chega a 41,1%, sendo -53,3% na soja, -37,5% no milho, -27% no feijão de primeira safra, -13,5% no feijão de segunda safra e –13,1% no arroz.

Nossa equipe entrevistou com exclusividade o economista da Fecoagro/RS, Tarcísio Minetto, que avalia as perdas e o que o produtor pode fazer para recuperar o cenário de dívidas. A safra de inverno que se aproxima pode ser um alívio, assim como os investimentos em irrigação. Confira no vídeo abaixo a íntegra: 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.