PROJEÇÃO PRIVADA

RS deve colher 1,4 milhão de toneladas de trigo

Haverá diminuição de demanda em função de qualidade
Por: -Leonardo Gottems
459 acessos

O 5° Levantamento Privado da Safra de Trigo do Rio Grande do Sul registra que, neste momento, em torno de 92% das áreas estão colhidas, havendo ainda 8% em processo de final de maturação e/ou aptas a colher. A informação foi divulgada pela Consultoria Trigo & Farinhas, segundo a qual restam, basicamente, lavouras nos campos de cima da serra e alguma coisa na zona sul do estado para serem colhidas.

“Com os rendimentos obtidos nos Campos de Cima da Serra, acreditamos que a safra poderá fechar em 1,4 milhão de toneladas (a pior dos últimos 10 anos), com uma produtividade média final de 2.080 kgs/hec. Lembramos que a capacidade instalada de moagem do estado gira em torno de 1,7 milhão de toneladas, o que deverá obrigar a importações da ordem aproximada de 600-900 mil toneladas, conforme o que sair para outros estados, de origem basicamente argentina, por ser a mais barata e a que tem a qualidade necessária para atender as necessidades brasileiras”, afirma a T&F.

O analista Luiz Fernando Pacheco reafirma que haverá um volume para moagem de 1,0 milhão de toneladas de trigo para abastecer demanda de moinhos locais, alguns lotes para SC e PR, ou seja, a disponibilidade será bastante apertada. Porém, a cada dia nos parece mais claro que haverá diminuição de demanda em função de qualidade (principalmente cor).

“Do montante até agora colhido, mantêm-se 85% com PH entre 74 e 77, 8% com PH menor que 74, havendo ainda 7% com PH maior que 78. Os trabalhos de tentativa de adequar trigos prosseguem. Trigos de PH 74, estão sendo maquinados, para dar PH 75 e acima e tentar negócios com os moinhos. Seguimos estimando que apenas algo entre 150.000 e 200.000 tons sairão para exportação, via porto de Rio Grande para ração e um número de outras 150.000 serão consumidas localmente”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink