Rural propõe atuação conjunta do setor

Agronegócio

Rural propõe atuação conjunta do setor

Por:
276 acessos

A Sociedade Rural do Paraná irá manter contato com outras entidades do setor para uma ""mobilização"". Neste primeiro momento, em que a instrução normativa ainda não foi publicada, a intenção é ""afinar o discurso"" e identificar uma atuação conjunta. ""Temos o entendimento de que há discordância generalizada no segmento"", salientou Alexandre Kireeff, presidente da Sociedade Rural do Paraná. Segundo ele, os índices de rendimento para produtos agrícolas foram criados para fins de reforma agrária, mas não conseguiram atingir a proposta.

Na sua opinião, a modificação do percentual em vigor deveria vir acompanhada de medidas propostas pelo governo federal como a disponibilidade de armazéns para escoamento da safra, garantias de mercado externo e interno, melhoria da infra-estrutura logística, garantia de preço e investimento. ""Sem essas medidas o governo vai dar ao setor um incremento dos prejuízos"", explicou. Afinado com a opinião do ministro Reinhold Stephanes, ele também afirma que os novos índices trarão instabilidade ao campo.

""Vai gerar uma expectativa nos movimentos sociais (com o dos sem-terra), que vão pressionar, vão acampar em frente às propriedades rurais, vai ter mais invasão. A situação vai se agravar"", comentou. Como resultado imediato, ele afirmou que a revisão dos índices fará crescer o consumo de fertilizantes. ""Os produtores vão ficar mais endividados, mas vão acabar comprando mais (fertilizantes) porque vivem disso e não vão perder as terras. Além disso, o aumento do consumo desse tipo de produto vai causar maior impacto ambiental"", observa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink