Rússia deverá limitar suas exportações
CI
Imagem: Divulgação
MUNDO

Rússia deverá limitar suas exportações

“A incerteza geralmente gera instabilidade"
Por: -Leonardo Gottems

À medida que a campanha de comercialização de grãos de 2019-20 chega ao fim, esperamos saber se o maior exportador de trigo do mundo, a Rússia, escolherá limitar as exportações quando a nova campanha de comercialização começar em 1º de julho, explicou o portal internacional world-grain.com.  

“A incerteza geralmente gera instabilidade, e a pandemia global de coronavírus (COVID-19), que infectou milhões e matou centenas de milhares, certamente se qualifica como um evento sem um desfecho claro que desestabilizou a cadeia global de suprimento de alimentos, embora não tão ruim quanto inicialmente”, comenta. 

Historicamente, quando confrontados com crises econômicas ou políticas globais, alguns dos maiores exportadores de grãos do mundo voltaram-se para políticas protecionistas para manter seus suprimentos domésticos na esperança de evitar picos de preços de alimentos e agitação civil. 

Embora isso pareça uma estratégia lógica, Simon Evenett, professor de Comércio Internacional e Desenvolvimento Econômico da Universidade de St. Gallen, na Suíça, disse que os estudos descobriram que as restrições às exportações levam a um aumento da volatilidade dos preços dos alimentos em todo o mundo e muitas vezes não conseguem manter os preços baixos, mesmo nos países que limitam ou interrompem completamente as exportações. 

“Por que os preços dos alimentos geralmente aumentam mesmo em países que restringem o fornecimento de grãos e outros produtos agrícolas? Evenett disse que tipicamente é uma "perturbação doméstica" que leva à inflação de alimentos e não a uma questão de oferta”, indica. 

Nas últimas semanas, o maior exportador de trigo do mundo sofreu um aumento acentuado nos casos de COVID-19, criando alta demanda por alimentos baratos à base de grãos, com uma longa vida de prateleira, como pessoas protegidas em casa. Ao mesmo tempo, o preço do petróleo - a mercadoria de exportação mais lucrativa da Rússia - caiu para um nível recorde antes de se recuperar para o que ainda é um nível relativamente baixo. A economia russa está se recuperando e o índice de popularidade do presidente Vladimir Putin caiu para o nível mais baixo em suas duas décadas. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink