Rússia libera exportações de 89 frigoríficos brasileiros, incluindo planta de lácteos do RS

Agronegócio

Rússia libera exportações de 89 frigoríficos brasileiros, incluindo planta de lácteos do RS

Perdigão entra no rol de empresas autorizadas a vender para o país europeu
Por:
1138 acessos

O serviço sanitário russo (Rosselkhoznadzor) liberou estabelecimentos brasileiros a exportar carnes, miúdos de carnes, aves, miúdos de aves, suínos e miúdos de suínos para o país europeu, e ainda para a Bielorússia e o Cazaquistão, que fazem parte da União Aduaneira Russa. Uma das novidades é a inclusão de dois estabelecimentos de produtos lácteos – a Perdigão, no Rio Grande do Sul, e a Confepar, no Paraná. No total 89 frigoríficos foram liberados e duas novas plantas podem ser confirmadas nos próximos dias, segundo o Ministério da Agricultura.

Com esse resultado, o Brasil vai ampliar substantivamente as exportações de carnes e lácteos para os países da União Aduaneira, disse hoje o ministro Neri Geller. A Rússia já é o principal destino das exportações brasileiras de carnes suína e bovina. Apenas de carne bovina in natura, foram comercializadas entre Brasil e Rússia, em 2013, 303 mil toneladas, gerando US$ 1,2 bilhão em receita. De carne suína, foram exportados 134 mil toneladas, com receita na ordem de US$ 412 milhões. Os produtos agropecuários exportados à Rússia no ano passado garantiram o ingresso de US$ 2,72 bilhões na balança comercial brasileira.

A liberação ocorreu em meio ao anúncio feito hoje pelo governo russo de que vai suspender a compra de produtos dos Estados Unidos, União Europeia, Canadá, Austrália e Noruega. O gesto foi uma resposta às sanções da Europa e dos EUA pelo envolvimento da Rússia na guerra da Ucrânia e pelo apoio aos rebeldes pró-russos no Leste do país.

A retaliação a exportadores tradicionais levou a Rússia a autorizar as plantas do Brasil a entrar no mercado local, especialmente os frigoríficos JBS, Minerva e Marfrig, além da BFR e da Seara.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink