Rússia mostra interesse em estreitar relação comercial com a Bahia

Agronegócio

Rússia mostra interesse em estreitar relação comercial com a Bahia

Russos têm interesse nos grãos produzidos no oeste baiano
Por:
2062 acessos
A Bahia está mais uma vez na mira das parcerias internacionais. A vinda do cônsul russo, Andrey Budaev, a Salvador com o interesse em promover um intercâmbio através do fortalecimento das relações bilaterais entre Bahia e Rússia, mostra o reconhecimento dos russos quanto a potencialidade de grãos produzidos no oeste baiano, em especial, a soja. Este foi um dos assuntos tratados, na noite de quinta-feira, (16), durante reunião com o secretário da agricultura em exercício, Jairo Carneiro e o superintendente de política do agronegócio, Jairo Vaz.


De acordo com o cônsul, a Rússia é dependente em alimentos, principalmente em produtos derivados de soja. “A Bahia é uma grande produtora em grãos e frutas. Temos interesse em estabelecer essa relação com todo o apoio político e diplomático” O cônsul ainda sugeriu como 1ª medida de aproximação entre a Rússia e a Bahia que fosse formada uma comissão empresarial baiana para visitar o país, a fim de fortalecer parcerias.


Durante o encontro, o superintendente Jairo Vaz, ressaltou a importância do estreitamento da relação da Rússia com a Bahia e propôs o interesse do estado em adquirir produtos da Rússia, como trigo e fertilizantes. “Existe uma necessidade do mercado baiano em trigo. Bahia importa 100% do trigo e a Rússia é um grande produtor. Do nosso ponto de vista estamos interessados na possibilidade de uma parceria entre empresários baianos e russos, a fim de exportar grãos processados e frutas, em contrapartida, importar fertilizantes e trigo”.


Em de 2010, a exportação da Bahia para a Rússia foi de U$ 5.462.313, sendo 87% provenientes do agronegócio, os principais produtos exportados foram: café, uvas frescas, cravo da índia e mangas frescas. Já as importações feitas pela Bahia para a Rússia em 2010 foram de U$ 53.691.710, sendo os principais produtos importados a borracha, naftas e máquinas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink