Rússia proíbe vendas de grãos para Eurásia
CI
Imagem: Pixabay
GUERRA

Rússia proíbe vendas de grãos para Eurásia

Na semana passada, Moscou expressou preocupação com o ritmo acelerado de suas exportações
Por: -Leonardo Gottems

A Rússia proibiu temporariamente as exportações de grãos para um bloco comercial de ex-países soviéticos até 30 de junho, mas um alto funcionário do governo disse que continuará fornecendo licenças especiais de exportação para comerciantes dentro de sua cota atual, informou a Reuters. A Rússia é o maior exportador de trigo do mundo, com Egito e Turquia entre os principais compradores. Concorre principalmente com a União Europeia e a Ucrânia.

O primeiro-ministro Mikhail Mishustin assinou em 14 de março uma ordem proibindo a exportação de trigo, centeio, cevada e milho para os estados vizinhos da União Econômica da Eurásia até 30 de junho e açúcar branco e bruto até 31 de agosto. A vice-primeira-ministra Viktoria Abramchenko disse, no entanto, que a exportação de grãos dentro da cota sob licenças individuais continuará.

Na semana passada, Moscou expressou preocupação com o ritmo acelerado de suas exportações de grãos para países vizinhos ex-soviéticos com os quais compartilha zonas livres de alfândega sob a União Econômica da Eurásia. Os suprimentos para o sindicato não estão sujeitos às cotas de exportação de grãos da Rússia e aos impostos atuais. As medidas foram adotadas “para proteger o mercado interno de alimentos diante de restrições externas”, disse o governo. A Rússia também enfrentou severas sanções econômicas globais como resultado de sua invasão da vizinha Ucrânia em 24 de fevereiro.

As exportações russas de trigo caíram 45% desde o início da atual temporada de comercialização de julho a junho por causa de uma safra menor, impostos de exportação de grãos e a cota de exportação fixada em 11 milhões de toneladas de grãos, incluindo 8 milhões de toneladas de trigo, para fevereiro. 15 a 30 de junho. O país ainda tem de 6 milhões a 6,5 milhões de toneladas de trigo para exportar até 30 de junho, segundo a consultoria agrícola IKAR.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.