Sadia investe mais R$ 60 milhões em fábrica mineira

Agronegócio

Sadia investe mais R$ 60 milhões em fábrica mineira

Por:
6 acessos

A cidade de Uberlândia foi escolhida como sede da segunda fábrica de margarinas e cremes vegetais da Sadia e a primeira do gênero no estado de Minas Gerais. Além dos R$ 185,3 milhões em investimentos já anunciados no ano passado para o município, a fábrica de margarinas representará um investimento adicional de R$ 60 milhões.

A construção da fábrica deverá ser iniciada já em março de 2005 e a previsão é de que ela já esteja operando no segundo semestre de 2006. Na primeira etapa de operação, a fábrica vai gerar 200 empregos diretos. Além disso, a Sadia prevê um significativo aumento na demanda por óleo de soja, o que beneficiará os produtores e beneficiadores do Estado de Minas Gerais.

Foi em novembro de 1991 que a Sadia estreou no segmento de margarinas, com a inauguração de sua primeira fábrica, no município de Paranaguá, no litoral do Paraná. Na época, o investimento foi de US$ 17 milhões.

A Sadia é a maior fabricante brasileira de margarinas e cremes vegetais. Desde 1997, é líder de mercado em volume e valor com a marca Qualy, segundo dados do Instituto AC Nielsen. A empresa fabrica as seguintes margarinas e cremes vegetais: Qualy, Qualy Fibra, Qualy Oliva, Qualy Light, Creme Vegetal Deline, Sadia Vita e Bom Sabor.

Fundada em 1944, a Sadia é líder nacional em todas as atividades em que opera. No mercado brasileiro tem um portfólio de cerca de 680 itens, que são distribuídos para aproximadamente 300 mil pontos-de-venda. A Sadia está entre os 10 maiores exportadores do Brasil. No mercado externo, vende cerca de 250 produtos para 100 países.

Em 2004, a Sadia apurou uma receita bruta de R$ 7,3 bilhões, dos quais R$ 3,7 bilhões no mercado interno e R$ 3,6 bilhões no mercado externo. No período, a empresa acumulou lucro líquido de R$ 438,72 milhões e o EBITDA atingiu R$ 783,8 milhões.

A empresa investiu, em 2004, R$ 246,4 milhões. Uma das maiores empregadoras do Brasil, a Sadia gerou no ano passado 6.000 empregos e conta atualmente com 40.600 funcionários. Para 2005, a empresa prevê investimentos da ordem de R$ 500 milhões.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink