Safra agrícola deste ano terá queda de 2,21% em relação a de 2003
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,782 (-0,26%)
| Dólar (compra) R$ 5,38 (2,78%)


Agronegócio

Safra agrícola deste ano terá queda de 2,21% em relação a de 2003

Por:
0 acessos

A produção total de cereais, leguminosas e oleaginosas deve alcançar 120,9 milhões de toneladas, 2,21% inferior à de 2003 (123,6 milhões de toneladas). Comparativamente à informação de março, quando foi divulgada uma produção de 125,5 milhões de toneladas, a estimativa de abril mostra uma redução de 3,69%. A perda de 4,6 milhões de toneladas se refere, em sua maior parte, à soja.

A região Nordeste, que responde nesta safra por 8,86% dessa produção total, apresenta um aumento de 36,86% em relação ao ano passado. As regiões Norte, Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis, respectivamente, por 2,73%, 14,36% e 32,51%, apresentam, na mesma ordem, aumento de 16,74%, 6,34% e 4,60%. A região Sul, com participação de 41,53%, apresenta redução de 14,98%.

No Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de abril, destacam-se as variações nas estimativas de produção, comparativamente ao mês de março, de quatro produtos: algodão herbáceo em caroço (5,27%), feijão em grão 2ª safra (-4,53%), milho em grão 2ª safra (-10,13%) e soja (-4,91%).

A variação positiva observada em abril na produção de algodão herbáceo em caroço, comparativamente a março, deve-se às novas informações da Paraíba, da Bahia e de Minas Gerais, estados nos quais as condições climáticas favoráveis, aliadas aos preços, também favoráveis ao produtor, vêm contribuindo para o crescimento da área plantada nesta safra. Outra razão são os ganhos no índice de produtividade, notadamente na Paraíba e na Bahia: 9,88% e 10,94%, respectivamente.

O feijão 2ª safra apresenta redução de 4,53% na estimativa de produção de abril. As maiores perdas são verificadas no Maranhão (-65,24%), em Santa Catarina (-11,89%) e no Rio Grande do Sul (-51,59%). As condições do tempo (estiagens prolongadas) são as principais causas de redução nesses estados.

Com relação ao milho 2ª safra, a redução observada na produção em abril decorre de novas estimativas do Paraná (-5,98%) e no Mato Grosso do Sul (-35,14%). Em ambos os estados, as fortes estiagens nos meses de janeiro e fevereiro, principalmente, ocasionaram grandes transtornos econômicos para os produtores. A produção esperada é 4,1 milhões de toneladas no Paraná (redução de 32,75%) e 1,6 milhão de toneladas no Mato Grosso do Sul (redução de 35,14%).

A cultura da soja também foi muito prejudicada pelas variações do clima, com períodos longos de estiagem nas regiões Sul e Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul), nas quais a redução na produção foi de 9,86% e 3,46%, respectivamente. A estimativa de abril também foi menor em Santa Catarina (-15,83%), Rio Grande do Sul (-20,65%) e Mato Grosso do Sul (-14,86%), estados em que a produção esperada é de, respectivamente, 651,5 mil toneladas, 5,7 milhões de toneladas e 3,2 milhões de toneladas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink