CI

Safra de algodão enfrenta desafios climáticos no Brasil

Chuvas excessivas vem limitando os trabalhos em campo


Foto: Pixabay

Segundo o último boletim disponibilizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab),  a safra de algodão no Brasil vem enfrentando desafios climáticos que afetam a semeadura e o desenvolvimento das lavouras. 

Em Mato Grosso, apesar do excesso de precipitações, a semeadura está dentro do calendário e as lavouras já estão na fase reprodutiva. Contudo, se comparada com a safra anterior, o plantio está 19.1% mais lento. Em Mato Grosso do Sul, o florescimento já começou e o aparecimento de tripes e mosca branca são pontos de atenção. Na região Norte, há presença de mela em algumas lavouras. 

Ainda sobre as lavouras do centro-oeste, em Goiás, as condições climáticas favoreceram a retomada da semeadura na região Leste e as lavouras estão em boas condições. Já no Norte, a semeadura foi interrompida pelo excesso de chuvas. 

Na Bahia, a semeadura está lenta devido ao alto volume de precipitações, mas as áreas irrigadas já estão sendo semeadas. No Maranhão, as lavouras apresentam bom desenvolvimento vegetativo e o retorno da semeadura está previsto para fevereiro.

Em São Paulo, as lavouras estão em boas condições. No sudoeste do estado, a umidade e a temperatura elevadas favorecem a ocorrência de doenças fúngicas. Ao passo que no oeste, o excesso de chuvas exigiu o replantio de algumas áreas. Já em Minas Gerais, a semeadura ainda não foi concluída devido ao excesso de chuvas e as lavouras mais adiantadas estão iniciando a floração.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.