Safra de arroz deve ser menor
CI
Imagem: Pixabay
GRÃOS

Safra de arroz deve ser menor

Com isso os reflexos devem vir nos preços do grão que já foram polêmicos neste ano
Por: -Eliza Maliszewski

O último boletim de levantamento de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) apontou que a produção brasileira de arroz deve ser 2,1% menor, somando 10,9 milhões de toneladas. No sequeiro são esperadas 950 mil toneladas, alta de 4,9% e no irrigado 9,9 milhões de toneladas, queda de 2,8%. 

No Rio Grande do Sul, estado que responde por cerca de 70% do total da produção brasileira, são esperadas 7,6 milhões de toneladas, ou 3% a menos. Mesmo com avanço de área passando de 946 mil hectares para 968, a produtividade recuou de 8,3 kg/ha para 7,8 kg/ha, queda de 5,3%.

Nesta terça-feira (29) a Diretoria Técnica do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) informa que a semeadura da safra 2020/2021 está praticamente encerrada no estado gaúcho. Nos próximos dias, as equipes dos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates) levantarão junto aos produtores dados sobre a área semeada com arroz, a área cultivada com soja e as cultivares mais utilizadas, entre outras informações. O levantamento conclusivo deverá ser divulgado até o final de janeiro de 2021.

Conforme antecipou o site especializado Planeta Arroz a área plantada deve ser menor do que a intenção, devendo ficar até 30 mil hectares abaixo do previsto. A expectativa é que a área de arroz fique semelhante à da safra passada, o que pode impactar os preços do grão.  
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink