Safrinha leva tombo com seca no MT
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MENOS MILHO NO MERCADO

Safrinha leva tombo com seca no MT

Já a área do cereal, aponta a AgResource Brasil, teve um reajuste de 0,28% ante ao último mês
Por: -Leonardo Gottems

Após cortar produtividade de soja da temporada atual, o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) também reduziu a estimativa do milho de 2ª safra, popularmente chamada de “safrinha”. É o que trouxe o 8º relatório da safra 2021/22 de milho em Mato Grosso (MT), divulgado nesta semana.

O novo boletim do Imea “indicou que a produtividade média no estado ficou em 103,80 sacas por hectare, queda de 3,26% ante ao último levantamento”, destaca a Consultoria AgResource Brasil. Segundo a entidade, o motivo da redução foi a “queda significativa no volume de chuvas em grande parte das regiões produtoras do estado durante o mês de abril”, e ainda, as “perspectivas climáticas de permanência da seca em algumas localidades no período de maio”.

Já a área do cereal, aponta a AgResource Brasil, teve um reajuste de 0,28% ante ao último mês e ficou estimada em 6,31 milhões de hectares, aumento de 8,17% em relação ao ciclo passado, em razão da crescente demanda pelo milho, manutenção dos altos patamares de preços e o adiantamento da semeadura, já que 82,74% das áreas foram semeadas dentro da janela ideal do estado.

“Agora, a nova estimativa de produção ficou em 39,34 milhões de toneladas, 2,99% menor
que a estimativa anterior, mas 20,74% a mais que a temporada passada”, conclui a filial da empresa norte-americana AgResource Company.

PARANÁ

Já o plantio do milho segunda safra no Paraná continua sem iniciar a colheita no estado, como na semana anterior e no mesmo período do ano passado, divulgou o Departamento de Economia Rural do (Deral-PR). “A entidade informou ainda que 42% do cereal de inverno está em fase de floração, 24% em desenvolvimento vegetativo, 32% em frutificação e 2% em maturação. O cereal caminha para encerrar a colheita com 92% da safra em boa condição, 7% como mediana e 1% avaliada como ruim”, finaliza a AgResource Brasil.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.