Safrinha vem menor com seca?
CI
Imagem: Divulgação
PREVISÃO

Safrinha vem menor com seca?

Previsões continuam “ameaçadoras em relação ao potencial de rendimento da safrinha”
Por: -Leonardo Gottems

A segunda safra brasileira de milho da temporada 2021/22, popularmente chamada de “safrinha” deve alcançar uma produção de 87,6 milhões de toneladas, projeta a Consultoria Agroconsult. Os analistas de mercado reajustaram suas previsões nesta quarta-feira, 18 de Maio, promovendo um corte de 4,6 milhões de toneladas sobre a perspectiva anterior.

A Consultoria Agroconsult refez seus cálculos motivada pela falta de chuvas generalizada em diversas regiões do Centro-Oeste do Brasil – principal região produtora de milho do País. A nova estimativa teve como embasamento os dados e análises de campo observadas durante a atual expedição “Rally da Safra”.

Com a revisão dos analistas de mercado, a produção total de milho brasileira foi estimada em 113 milhões de toneladas contando as duas safras. O novo número siginifica um corte de quase três milhões de toneladas na comparação com as 116,1 milhões de toneladas no último levantamento, que havia sido divulgado em março.

Mesmo com o reajuste da previsão, a Consultoria Agroconsult ainda projeta “recorde” para a atual temporada. Isso porque a base de comparação sofreu um baque no ciclo 2020/21 – quando o Brasil colheu “apenas” 60,9 milhões de toneladas de milho segunda safra e a produção total foi 29,6% menor, com a Região Sul do Brasil sofrendo com estiagem prolongada e o Centro-Oeste do País perdendo produtividade após diversos episódios de geadas sobre a “safrinha”.

PREVISÃO DO TEMPO

As previsões meteorológicas brasileiras continuam “ameaçadoras em relação ao potencial de rendimento da safrinha”, destaca a Consultoria AgResource Brasil. De acordo com o boletim, há “rápida perda de umidade do solo em andamento nas áreas Central e Norte, enquanto as temperaturas no Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo nas próximas 72 horas será de 5 a 8 graus abaixo do normal”. 

A AgResource sugere que “uma grande parte da safra no Paraná está em risco de perda de rendimento por conta da geada potencial que reduzirá a produção brasileira de milho em mais 1 a 2 milhões de toneladas, levando a produção para abaixo de 105 milhões de toneladas para as três safras de milho”.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.