São Paulo "exporta" tecnologia para cana

Agronegócio

São Paulo "exporta" tecnologia para cana

Institutos desenvolvem variedades de cana em SP para transferir tecnologia a outros Estados
Por: -Cibelle Bouças e Mônica Scaramuzzo
6 acessos
Institutos de pesquisa que desenvolvem variedades de cana-de-açúcar em São Paulo reforçam parcerias para transferir tecnologia a outros Estados com pouca tradição na cultura. Nesse sentido, a Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola (Fundag) e o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), vinculado à Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, acabam de fechar convênio com a Fundação de Apoio à Pesquisa de Desenvolvimento do Oeste Baiano (Fundação BA) para desenvolver os canaviais daquela região.


Atualmente, a Bahia "importa" mudas de Goiás, São Paulo e Minas Gerais, mas a expectativa dos produtores do oeste é tornar o Estado auto-suficiente em cana. A meta da Fundação BA é plantar entre 2 mil e 3 mil hectares em 2007 para fornecer mudas aos agricultores.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink