SC: exportações de carne suína crescem 35%
CI
Imagem: Pixabay
AMPLIAÇÃO

SC: exportações de carne suína crescem 35%

Este foi o melhor resultado da história para a proteína no Estado
Por: -Eliza Maliszewski

Santa Catarina é o maior produtor nacional de carne suína, com um rebanho de 7,6 milhões de cabeças. E a proteína ampliou ainda mais a presença nas exportações de 2020, com aumento de 35%, chegando a US$ 1,2 bilhão. Este foi o melhor resultado da história.

Os números divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), mostram que, no último ano, o Estado embarcou mais de 523,3 mil toneladas de carne suína com destino a 67 países. 

O principal destino foi a China, seguida de Chile, Hong Kong e Japão. O estado respondeu por 52% do total exportado pelo Brasil. Os chineses compraram mais de 60% da carne suína catarinense, gerando US$ 740,2 milhões, uma alta de 76% em relação a 2019.

Segundo o secretário adjunto de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo Miotto, em 2021, apesar da alta nos preços dos insumos, a carne suína continuará favorável e o foco é aumentar as exportações do produto. “Temos que comemorar e ter muita responsabilidade para continuar mantendo nossa cadeia produtiva operante, rentável, gerando emprego e renda para os produtores rurais em todo o estado", diz.

Santa Catarina também ampliou a venda para mercados considerados premium: Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul. Esses países são conhecidos pela alta exigência e também pela compra de produtos mais nobres. O Japão, por exemplo, passou a ser o quarto maior destino das exportações catarinenses com US$ 43 milhões de faturamento - 108% a mais do que no ano anterior. As vendas para os Estados Unidos tiveram um aumento de 57% nas receitas.
 
Isso foi possível graças ao fato de o estado ser o único do país reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como área livre de febre aftosa sem vacinação e,  junto com o Rio Grande do Sul, é zona livre de peste suína clássica.
 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink