SC: geadas danificaram pomares de maçã
CI
Imagem: Divulgação Epagri
EFEITOS

SC: geadas danificaram pomares de maçã

As perdas nas áreas atingidas passam de 50% em alguns casos
Por: -Eliza Maliszewski

As geadas tardias que atingiram os municípios do Planalto Sul catarinense nos dias 29, 30 e 31 de outubro e 5, 6, e 7 de novembro causaram danos a pomares de frutas na região. Os casos foram registrados pela Epagri em São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Urupema e Urubici.

As perícias identificaram problemas nas maçãs. A região produtora da fruta nos quatro municípios é de aproximadamente 11.213 hectares e as que estão em áreas próximas às baixadas, cerca de 750 a 800 hectares, foram atingidos.

As perdas nas áreas atingidas passam de 50% em alguns casos, principalmente nos pomares do cultivar gala. Soma-se a este cenário a perda de qualidade dos frutos que não caíram e perceberão efeitos da ocorrência de russeting e de anelamento, o que afeta o valor comercial da fruta.  “O custo de produção da maçã é alto e requer alta produtividade e muita qualidade para que o resultado seja conforme o esperado e necessário” avalia o gerente da Epagri, Marlon Francisco Couto.

Marlon afirma que, em termos gerais, a safra de maçã está dentro da normalidade até agora, no que se refere ao potencial de produção da área, apesar do cultivar gala mostrar queda de frutos pós-floração, com muita variação deste efeito entre áreas distintas. “É cedo para afirmar que haverá uma quebra na produção ou que será uma boa safra, pois ainda temos um período relativamente longo até a colheita para torcer para que tudo corra bem em termos de não ocorrência ou de agravamentos de efeitos climáticos, como granizo e estiagem”, pondera o gerente.

A orientação técnica é a não implantação de pomares em topo de morros, locais com exposição sul, baixadas e banhados, o que aumenta a probabilidade de ocorrência e o risco técnico. Ele lembra ainda que, ao ignorar essa recomendação, o produtor poder gerar também o problema ambiental da drenagem de banhados para implantação de pomares, o que interfere no ciclo hidrológico da reserva natural de água.

* com informações da Epagri
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink