Seappa monitora 35 focos de raiva bovina no RS

Agronegócio

Seappa monitora 35 focos de raiva bovina no RS

A orientação inclui vacinação do rebanho, observação do gado para verificação de mordidas ou sintomas e indicação de refúgios de morcegos
Por:
257 acessos

Trinta e cinco focos de raiva bovina são monitorados em Santana do Livramento, Nova Roma do Sul, Candelária e Porto Alegre. O acompanhamento quinzenal será mantido até o término do período de 90 dias a contar da morte do último morcego. Somente após esse prazo o foco é considerado encerrado. Paralelamente, desde abril, técnicos da Secretaria Estadual da Agricultura (Seappa) percorrem propriedades rurais da Fronteira-Oeste para que sejam adotadas medidas preventivas, devido aos casos no Uruguai. A orientação inclui vacinação do rebanho contra a doença, transmitida por morcegos hematófagos, observação do gado para verificação de mordidas ou sintomas e indicação de refúgios de morcegos.

A operação ocorre desde abril, em um raio de 30 quilômetros dos focos de Livramento. No entanto, depende de recursos extras para ser mantida. Segundo o coordenador do Núcleo de Raiva da Seappa, Nilton Rossato, o Estado enviará ao Ministério da Agricultura (Mapa) pedido de auxílio financeiro para completar o pagamento de despesas como diárias de servidores e transporte. O Mapa tem aplicado recursos constantemente em ações sanitárias no Estado. No caso da raiva, houve inclusive repasse de equipamentos e produtos usados nas operações de captura, como as redes.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink