Seca pode ter prejudicado safra de laranja dos Estados Unidos
CI
Agronegócio

Seca pode ter prejudicado safra de laranja dos Estados Unidos

Por:

A safra de laranjas da Flórida, a maior do mundo depois da brasileira, pode ter sido prejudicada pela seca do mês passado, o que provocou a terceira correção da estimativa do governo americano para esta estação, mostrou uma pesquisa.

Agora, está sendo esperada uma colheita de 245 milhões de caixas, 1 milhão a menos do que no mês passado, com base na estimativa média de analistas e traders ouvidos em uma sondagem da "Bloomberg News". Uma safra de 245 milhões de caixas ultrapassaria de pouco os 244 milhões de caixas da estação iniciada em outubro de 1997, e seria 21% superior à da estação passada.

Os produtores da região de Orlando, Flórida, tiveram menos de 25 mm de chuva em março, em comparação com os normais 875 mm, disseram os meteorologistas. O sexto relatório do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (Usda) deverá ser divulgado amanhã de manhã em Washington.

"Não tivemos umidade suficiente, portanto estamos começando a ver muita fruta caindo dos pés", o que impede o aproveitamento das laranjas, disse Rory Dubin, gerente geral da O. J. Investments, proprietária de 526,09 hectares de laranjais em Arcadia, Flórida. "Todos os produtores falam a mesma coisa por causa da seca".

O suco de laranja concentrado e congelado para entrega em maio fechou segunda-feira cotado a 59,55 centavos a libra-peso na bolsa do algodão de Nova York. Uma queda de 32% em comparação com o mesmo período do ano passado e, no dia 1º de abril, chegaram ao seu nível mais baixo em 27 anos, 58,65 centavos.

Uma redução da estimativa é assinalada em um relatório do governo sobre o uso da safra de laranja da Flórida. No dia 4 de abril, a safra de laranjas precoces e de meia estação foi superestimada em 1.067 milhões de caixas, mostrou um relatório da Comissão Administrativa de Cítricas do Usda.

"Acredito que haverá uma correção" no relatório oficial sobre a safra esta semana, disse Duke Chadwell, gerente da Comissão Administrativa de Cítrica do Usda de Lakeland, Flórida, que regulamenta a fruta despachada fora do Estado. "A maior parte das laranjas precoces e de meio de estação já foi colhida". As laranjas são acondicionadas em caixas de 40,8 quilogramas. A safra da estação passada foi de 203 milhões de caixas, avaliada pelo departamento em US$ 1,2 bilhão.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink