Secretário do PR avalia mudanças na legislação ambiental

Agronegócio

Secretário do PR avalia mudanças na legislação ambiental

Raska Rodrigues salientou ainda as ações desenvolvidas pelas cooperativas em relação ao meio ambiente
Por:
169 acessos

O secretário Estadual do Meio Ambiente do Paraná, Raska Rodrigues, esteve reunido nessa segunda-feira (13) com os diretores do Sistema Ocepar, em Curitiba (PR). Na oportunidade, falou sobre as suas expectativas em relação às mudanças nas leis ambientais. "As legislações que vierem para colocar o processo produtivo dentro de um marco regulatório, que permita a preservação e a conservação, devem ser comemoradas porque, assim, estaremos trabalhando para construir um futuro", disse.

Conjuntura desfavorável - Raska lembrou que a natureza vem dando sinais que algo deve ser feito para reverter o quadro atual. "Tenho a expectativa que mudanças venham para proteger o nosso agricultor e o nosso cidadão que mora nas cidades. Estamos vivendo numa conjuntura muito desfavorável no mundo inteiro. A natureza tem demonstrado, diariamente, que se vinga da agressão que nós fazemos. Portanto, se essas alterações vierem para criar um cenário futuro, em que possamos conviver melhor, utilizar melhor a água, o solo e o ar, temos que comemorar", ressaltou.

"O agricultor, o industrial, tem filhos que vão continuar a sua hereditariedade e vão necessitar de um mundo melhor e, segundo o Órgão das Nações Unidas, já avançamos 25% do cheque especial da natureza. Isso significa que nós não estamos fazendo o nosso dever de casa direito", acrescentou.

Cooperativas - O secretário salientou ainda as ações desenvolvidas pelas cooperativas em relação ao meio ambiente. "Nós vivemos um momento muito em relação à efetividade das soluções ambientais. As cooperativas hoje têm sido parceiras do governo no sentido de construir no campo uma consciência ambiental, respeitando as legislações", afirmou. "Este é um objetivo desde o início do nosso governo, em 2003, chamar o agricultor ao compromisso ambiental para que ele seja protegido, ter o seu produto com alcance, de forma perene, no mundo inteiro. Temos conseguido fazer isso em todos os setores: na avicultura, na suinocultura, no álcool, em toda a produção do campo", complementou.

Reserva Legal - Sobre a Reserva Legal, cuja averbação deve ser feita pelos agricultores até dezembro, de acordo com o decreto federal 6514/2008, o secretário disse que a Secretaria Estadual do Meio Ambiente continua orientando os agricultores a seguir a legislação vigente. "Temos atendido à legislação federal e orientado o agricultor à segui-la porque a reserva legal é uma área que se agrega ao patrimônio ambiental de cada produtor. Ela pode ser uma ferramenta muito importante para a manutenção da qualidade ambiental das propriedades", disse. "A floresta é uma bomba d'água, de geração de água. A floresta Amazônica, por exemplo, é responsável por 50% da pluviometria do estado de São Paulo. Portanto, é importante a gente conhecer essa interatividade que existe entre o meio ambiente e todas as áreas", disse.

Debate - Na avaliação do secretário, é importante tentar aumentar a produtividade das áreas já exploradas e combater o desperdício. "O que se discute muito hoje é o tamanho da reserva legal, se deve ser incorporada ou não à Área de Preservação Permanente (APP). Antes de discutirmos isso, temos muitos deveres de casa a fazer como, por exemplo, produzir mais no mesmo espaço. O Iapar tem orientado os produtores a fazer o Programa de Integração Lavoura-Pecuária, com resultados excelentes. É preciso ainda diminuir o desperdício na produção que ocorre no campo, no transporte, no armazenamento, no consumo. Não é o momento de discutirmos avanços sobre novas fronteiras e, sim, de aumentar a efetividade e a produtividade das fronteiras produtivas existentes", completou. (Fonte: Ocepar)


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink