Secretário do RS propõe GT para discutir diversificação da produção

Agronegócio

Secretário do RS propõe GT para discutir diversificação da produção

Objetivo é romper com as monoculturas do fumo e do feijão em duas regiões
Por:
1735 acessos
Duas das regiões mais pobres do Rio Grande do Sul devem buscar, de forma conjunta e com o apoio do Governo do Estado, alternativas para a diversificação da produção, rompendo com as monoculturas do fumo e do feijão que dominam a maioria das propriedades. A posição foi defendida pelo secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi, em reunião com um grupo de 15 secretários municipais de Agricultura das regiões Centro Serra e Botucaraí, na tarde desta sexta-feira (15), durante a interiorização do Governo Estadual.


Após ouvir dos representantes municipais as reivindicações, a maioria delas pleiteando alternativas para os produtores, especialmente diante da realidade criada pela Convenção Quadro, que limita a produção do fumo, Mainardi propôs a criação de um grupo de trabalho, reunindo as secretarias da Agricultura, Pecuária e Agronegócio e do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, juntamente com os municípios, para discutir alternativas de diversificação.


"Temos que aproveitar a grande demanda por alimentos no mercado mundial, especialmente a partir da abertura de novos mercados, como o da China, a partir da visita da presidente Dilma Rousseff, e nos preparar para disputar essas oportunidades", explicou Mainardi, que entende ser esta uma forma de combater a pobreza e diminuir as desigualdades regionais.


O secretário deverá encaminhar, nos próximos dias, a proposta ao governador Tarso Genro. Conforme ele, há potencialidades na produção de leite, de suínos e de aves. "Devemos buscar apoio do Governo Federal e conhecer as experiências locais de diversificação que deram resultados", concluiu Luiz Fernando Mainardi.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink