Semeadura do algodão está concluída na Bahia
CI
Imagem: Pixabay
PLUMA

Semeadura do algodão está concluída na Bahia

São estimados 268 mil hectares, um recuo de 15% em relação a safra 19/20
Por: -Eliza Maliszewski

A Bahia, segundo maior produtor nacional de algodão, encerrou o plantio da safra 2021. São estimados 268 mil hectares, um recuo de 15% em relação a safra 19/20. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) prevê uma colheita na casa de 1.197 milhão de toneladas de algodão em caroço, uma queda de quase 20%. Já a produtividade passou de 4.7 para 4.5 g/ha. 

"Essa diminuição é fruto da retração do mercado, ocorrida durante a pandemia de Covid-19, que provocou a paralisação das vendas, além da erradicação de lavouras de segundo ciclo no centro-norte baiano em razão do plano de defesa agropecuário local, visando o combate do bicudo-do-algodoeiro", aponta a Conab em seu 5º Levantamento da Safra de Grãos.

A  Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) alerta que a janela de plantio está encerrada desde a última quarta-feira (10), portanto semear após está data é proibido. A medida se deve às ações de prevenção contra o avanço do bicudo-do-algodoeiro (Anthonomus grandis) principal praga da cultura. A medida é definida pela Portaria 201/2019.

Nas lavouras já implantadas é possível observar diferentes estádios de desenvolvimento ao longo das regiões produtoras, passando desde a germinação até a frutificação, não sendo observadas perdas por pragas e doenças e nem perdas significativas devido ao estresse hídrico.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink