Sementeiras reforçam combate à venda ilegal

Agronegócio

Sementeiras reforçam combate à venda ilegal

Por:
1 acessos
As empresas do setor de sementes estão desenvolvendo um conjunto de ações para tentar frear o avanço da pirataria no Brasil. A estratégia inclui o acirramento de disputas na Justiça contra empresas que multiplicam sementes irregularmente e a busca de parcerias para ampliar o consumo de sementes legais.


Ivo Carraro, presidente da Associação Brasileira de Sementes e Mudas (Abrasem), disse que estão em andamento na Justiça 13 ações movidas por empresas do Paraná e Rio Grande do Sul contra agricultores e empresas que reproduziram sementes ilegalmente. No ano passado, houve seis ações movidas pela Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola (Coodetec), quatro pela OR Melhoramento de Sementes e três pelo Instituto Riograndense do Arroz (Irga). "A idéia é utilizar esses processos de forma sistemática para garantir o direito de receber pela tecnologia".

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink