Sementeiros participam da escolha de novas cultivares de arroz de terras altas

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Arroz

Sementeiros participam da escolha de novas cultivares de arroz de terras altas

Sementeiros esteve na Embrapa para fazer avaliação em campo de quatro linhagens de arroz de terras altas, que poderão ser lançadas em breve
Por:

Um grupo de cinco sementeiros esteve na Embrapa Arroz e Feijão no dia dois de maio para fazer avaliação em campo de quatro linhagens de arroz de terras altas, que poderão ser lançadas em breve. A iniciativa, chamada Lavoura Experimental, busca integrar à pesquisa a opinião de parceiros, representantes do segmento produtivo, sobre os materiais resultantes do programa de melhoramento genético de plantas. Com isso, espera-se que novas cultivares estejam o máximo possível adequadas às demandas de mercado.         

O pesquisador Adriano Castro explica que é fundamental ter a avaliação de parceiros sobre as linhagens que a Embrapa pretende lançar, porque é possível, por meio de uma avaliação em conjunto, colocar no mercado cultivares que melhor causem impacto positivo à orizicultura. “Existem casos em que a gente ia lançar um material, porque acreditava em seu potencial, mas recuamos, porque houve opinião contrária, mostrando que esse material em determinado lugar não correspondeu às expectativas”, disse Adriano Castro.

O grupo de sementeiros procedeu a avaliação das quatro linhagens em visitação a campo experimental dentro da fazenda da Embrapa Arroz e Feijão, onde observaram e registraram o comportamento das linhagens quanto a uma série de aspectos agronômicos, relacionados, por exemplo, ao acamamento das plantas e à resposta a doenças, como mancha parda, mancha de grãos e brusone nas panículas. Ações semelhantes estão sendo feitas no Mato Grosso, em áreas experimentais nos municípios de Matupá e Sinop; e em localidades do Vale do Rio Araguaia.

A conclusão desse trabalho deve ser feita nos próximos meses, depois da realização da colheita, quando serão obtidos os dados de produtividade. Adicionalmente, a Embrapa contará ainda com o apoio de empresas empacotadoras para fazer testes sobre a qualidade industrial dos grãos. Posteriormente, é que haverá a decisão de lançamento acerca das linhagens.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink