Agronegócio

Senador de Mato Grosso e agroindústrias apresentam demandas para Michel Temer

Representantes da agroindústria brasileira apresentaram diversas demandas ao presidente em exercício Michel Temer nesta semana.
Por:
455 acessos

Representantes da agroindústria brasileira apresentaram diversas demandas ao presidente em exercício Michel Temer nesta semana. Entre as manifestações do setor está a necessidade de estímulos para a abertura de novos mercados e a simplificação da questão tributária, que poderia permitir a expansão do segmento no país. 

A audiência com Temer ocorreu na última quarta-feira, 20 de julho, e contou com a presença do senador de Mato Grosso, Cidinho Santos (PR-MT).

Levantamento da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostra que o Brasil é o quarto maior produtor de carne suína do Mundo. Hoje, o país produz 3,3 milhões de toneladas de carne suína ao ano. Em termos de carne de frango é o terceiro maior produtor com mais de 12 milhões de toneladas ao ano.

O encontro entre o presidente em exercício e a agroindústria foi marcado pelo apoio dos empresários dos setores da avicultura e suinocultura ao governo de Temer, bem como pela discussão de pontos que visam a contribuir com a retomada da economia brasileira, que encontra-se em recessão desde o ano passado.

De acordo com Cidinho Santos, a defesa da necessidade de estímulos para abertura de novos mercados foi unânime diante a representatividade do setor agroindustrial na balança comercial do país.

Cidinho pontua ter destacado para Temer "o quanto a abertura de novos mercados e a simplificação da questão tributária" poderiam auxiliar na expansão da agroindústria, inclusive agregando valor aos produtos que hoje já são exportados como é ocaso da soja em grão, do farelo de soja e do milho.

Outro tema apresentado na reunião foi quanto ao fortalecimento da estrutura de defesa agropecuária e as questões sanitárias.

Cidinho Santos ainda discutiu com o presidente Michel Temer a necessidade de um programa de refinanciamento para empresários. “Ele (presidente) está sensível e entende que muitas empresas que hoje estão em débito por causa de impostos vão voltar a contribuir se tiverem abertura para negociação. Disse a ele que, com os juros exorbitantes que são cobrados, os empresários acabam desistindo, muitos tem optado por fechar as portas”, destaca o senador de Mato Grosso.

O presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra, destacou que o encontro com Temer foi um momento importante para o setor da agroindústria brasileira. “Manifestamos nosso total apoio à iniciativa de buscar expandir as fronteiras comerciais do Brasil. Falamos também da necessidade de alocação de recursos para o abastecimento de milho, que é uma questão estratégica para o equilíbrio produtivo e sustentabilidade econômica da avicultura e da suinocultura”, diz Turra. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink