Sistema CNA/Senar conhece projeto de conectividade rural em São Paulo
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,806 (4,73%)
| Dólar (compra) R$ 5,62 (-0,44%)

Imagem: Pixabay

TECNOLOGIA

Sistema CNA/Senar conhece projeto de conectividade rural em São Paulo

CNA/Senar realizou uma visita técnica para conhecer o projeto
Por:
168 acessos

O Sistema CNA/Senar realizou uma visita técnica para conhecer um projeto que prevê a instalação de antenas de retransmissão e a expansão do sinal de Internet no meio rural, no município de Caconde (SP), nos dias 9 e 10 de julho.

A iniciativa é realizada pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SP) em parceria com o Sindicato Rural de Caconde (SP).

O projeto de inclusão digital rural foi desenvolvido para reduzir as dificuldades causadas pela falta de conectividade no meio rural, além de possibilitar o resgate da cidadania e a transformação do homem do campo, com ganho de educação e geração de renda.

Segundo o coordenador técnico do Instituto CNA, Joaci Medeiros, a associação de duas tecnologias, o wi-fi de longo alcance e a energia solar com placas fotovoltaicas, está viabilizando a instalação de muitas antenas no município.

“Mais de 40% das 2.300 propriedades da cidade já estão conectadas, permitindo assim a inserção dos produtores no mundo digital, fundamental para o aumento da eficiência dos seus processos produtivos”, disse.

O município de Caconde tem tradição na produção de café e fica localizado em uma região montanhosa, o que se tornou um desafio na execução do projeto. Para reduzir os custos com o intuito de levar energia elétrica até as antenas, a alternativa encontrada foi o uso de placas fotovoltaicas.

Na opinião do presidente do Sindicato Rural de Caconde, Ademar Pereira, a iniciativa promove a integração do campo à cidade e contempla uma necessidade do produtor rural para escoar a produção e comercializar os seus produtos, algo extremamente importante neste momento.

“Tivemos a parceria da Faesp e do Senar/SP para que o produtor entenda a necessidade de estar receptivo a essas novas tecnologias e associe tudo aquilo que possa ser uma ferramenta poderosíssima em favor do homem do campo”, afirmou ele.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink