Agricultura familiar

Sistema Oportunidades monitorou 287 editais em setembro

Ao todo, já foram mapeadas mais de 1,2 mil editais desde de julho de 2017.
Por:
68 acessos

Em setembro, o Sistema Oportunidades da Secretaria Especial de Agricultura familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead) monitorou 287 chamadas públicas para compra de alimentos da agricultura familiar. Em destaque, a região Sudeste ficou com 140 editais, seguido do Sul (80), Nordeste (33), Centro-Oeste (28) e Norte (5). Ao todo, já foram mapeadas mais de 1,2 mil editais desde de julho de 2017.

Uma destas chamadas públicas, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), foi a da Prefeitura de Monte Mor/SP, cujo investimento chegou a R$ 486 mil para aquisição de 39 produtos hortifrútis. Em 2017, o crescimento no valor destinado para a agricultura familiar foi de quase 200% se comparado ao ano de 2015, que ficou em R$ 173 mil, de acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Ana Paula Meloni, nutricionista da Prefeitura, conta que a importância do Pnae para os alunos é de grande relevância. “O resultado é sempre positivo, pois nos garante uma melhor qualidade dos alimentos, uma maior oferta de frutas, verduras e legumes, favorecendo a melhoria do hábito alimentar e garantindo a melhor nutrição, desenvolvimento, saúde e aprendizado dos alunos”.

O edital via atender as 33 escolas e os 11 mil alunos de Monte Mor, município vizinho à Campinas. Segundo Ana Paula, o cardápio foi escolhido baseado nas diretrizes do Pnae, que recomenda variedade e quantidade de alimentos pouco processados, como os hortifrútis. Outro edital mapeado em setembro também foi do Pnae, mas lançado pela Prefeitura de Itaipulândia/PR.

Leomar Abegg, fiscal administrativo do governo municipal, afirma que a escolha dos 24 alimentos (hortifrútis, panificados e bebidas, entre outros) a serem adquiridos por R$ 27,9 mil respeitou a produção local da agricultura familiar. Ele acrescenta que a Prefeitura investe na agricultura familiar desde 2010 e só vê vantagens: “Os alimentos não são estocados, são entregues mais frescos”.

Este ano vão fornecer alimentos para os 1,5 mil alunos das escolas municipais 22 agricultores familiares, entre eles Daniele Gullich. A família, embora vivesse na área rural, começou a lavoura faz somente 5 anos. Desde então, muita coisa mudou, com a comercialização pública e a venda direta. “Hoje em dia estamos com uma fonte de renda maior. E com os programas [como o Pnae] a demanda aumentou em 50%”, destaca.

Os agricultores familiares e interessados podem ter acesso as chamadas públicas monitoradas pelo Sistema de Oportunidades acessando a página no Portal da Sead. É possível também receber os editais por meio do WhatsApp Oportunidades. Para isso, basta enviar mensagem de texto para (61) 9.9308.0388 e se cadastrar.

 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink