Situação das lavouras de milho e soja nos Estados Unidos

Milho

Situação das lavouras de milho e soja nos Estados Unidos

Apesar da revisão para cima, a produção é menor que as 370,96 milhões de toneladas colhidas em 2017/2018
Por:
2523 acessos

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), até o dia 19 de agosto, 68% das lavouras norte-americanas de milho 2018/2019 estavam em boas ou ótimas condições; 20% em condições medianas e 12% em condições ruins ou muito ruins.

A situação piorou em relação à semana anterior, quando 70% das lavouras estavam em boas ou ótimas condições. De qualquer maneira, o cenário atual está melhor em relação à safra passada (2017/2018), quando neste mesmo período 62% das lavouras estavam em boas ou ótimas condições.

A produção norte-americana está estimada em 370,51 milhões de toneladas de milho em 2018/2019, frente as 361,46 milhões de toneladas estimadas no relatório anterior.

Apesar da revisão para cima, a produção é menor que as 370,96 milhões de toneladas colhidas em 2017/2018.

Para a soja, o USDA estima que 65% das lavouras estão em boas ou ótimas condições até então; 24% em condições medianas e 11% em condições ruins ou muito ruins.

A situação piorou (ligeiramente) frente à semana anterior, quando 66% das lavouras estavam em condições favoráveis, mas ainda assim a situação é melhor que na safra passada quando neste mesmo período 60% das lavouras estavas em boas ou ótimas condições.

A previsão é de que os Estados Unidos colham uma safra recorde nesta temporada, de 124,81 milhões de toneladas de soja grão, frente as 117,30 milhões estimadas anteriormente e as 119,52 milhões de toneladas colhidas no ciclo passado.

Considerações finais

Os números do USDA referentes à produção de milho e soja nos Estados Unidos poderão ser revisados para cima nos próximos relatórios.

A expedição anual Pro Farmer Midwest Crop Tour, que está percorrendo as lavouras norte-americanas no Meio Oeste para monitoramento da situação das lavouras, tem reportado rendimentos médios para o milho e soja acima das expectativas iniciais.

Acompanhando essa possibilidade de uma safra maior, as cotações destas commodities caíram no mercado norte-americano.

No Brasil, por outro lado, as valorizações do dólar continuam dando sustentação aos preços do grão e do farelo de soja, em reais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink