Soja: preços firmes no mercado interno
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,684 (0,11%)
| Dólar (compra) R$ 5,59 (2,18%)

Imagem: Divulgação

COTAÇÕES

Soja: preços firmes no mercado interno

No Paraná, o preço para o agricultor subiu 4 reais/saca
Por: -Leonardo Gottems
577 acessos

O mercado brasileiro da soja viu o encerramento da última semana se consolidar com preços firmes no mercado interno, impulsionados pela grande demanda de farelo e óleo de soja. De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, mesmo com alta de 1,30% o preço no porto gaúcho de Rio Grande subiu levemente vinte centavos para R$ 126,20, para a exportação e R$ 127,40 para a indústria, que pagou melhor. 

“No interior, no entroncamento ferroviário de Cruz Alta a indústria também subiu mais R$ 0,50/saca para R$ 123,00, assim como R$ 123,00 também em Ijuí e Passo Fundo para final de agosto. Soja futura no porto os preços voltaram a subir R$ 1,50/saca para R$ 111,00, contra R$ 109,50 do dia anterior, para maio”, comenta. 

No Paraná, o preço para o agricultor subiu 4 reais/saca e para o mercado de lotes subiu um real em média nesta sexta-feira. “No mercado de balcão o preço oferecido ao agricultor na região de Ponta Grossa subiu R$ 4,00/saca para R$ 110,00, contra R$ 107,00 do dia anterior, segundo informações de mercado. No mercado de lotes, o preço da soja subiu mais 2 reais/saca para R$ 114,00, contra R$ 112,00 do dia anterior, em Ponta Grossa, entrega agosto, pagamento final de agosto. Para entrega em setembro também subiu 1 real/saca para R$ 122,00, em Ponta  Grossa, pagamento final de setembro”, completa. 

No Centro-Oeste a consultoria constatou indústrias agressivas e preços firmes, por estoque baixo. “No Mato Grosso do Sul mercado de soja spot esteve forte por falta de ofertas e soja futuro começou a subir. Preços de R$ 118,00 em Dourados para o mercado disponível gerou 20.000 toneladas de negócios na semana. Para a safra 2021 foram negociadas 50.000 toneladas ao preço FOB de R$ 97,50”, informa. 

“No Mato Grosso Soja da safra 2019/2020 negociou 20.000 toneladas. Comprador agressivo nas fábricas do estado (Rondonópolis/Nova Mutum Lucas Rio Verde). Estoque baixo, mercado muito especulado pelo vendedor”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink