Soja avariada pode virar ração
CI
Imagem: Pixabay
FRANGO DE CORTE

Soja avariada pode virar ração

Foram avaliados 1,2 mil frangos divididos em dois grupos desde o início até o abate
Por: -Eliza Maliszewski

Pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) descobriram que a soja avariada pode ser utilizada na alimentação de animais acima dos limites permitidos pelo Ministério da Agricultura. Atualmente a Instrução Normativa Nº 11/07 estabelece o limite máximo de tolerância de avarias em 8%.

As avarias são os grãos queimados, ardidos, mofados, fermentados, germinados, danificados, imaturos e chochos que estão sujeitas a descontos na hora da comercialização dos grãos. A coordenadora da pesquisa, professora doutora em ciência animal, Gerusa Corrêa, explica que no trabalho de campo foi realizada uma análise estatística com um lote de 1,2 mil frangos divididos em dois grupos desde o início até o abate. 

O primeiro grupo não recebeu a soja avariada, já o segundo obteve na alimentação o grão a avariado de 8%, 12%, 24% e 32%. “Com isso, percebemos que a segunda opção não sofreu nenhuma interferência em até 32%”, explicou. 

Por meio do Programa Agrocientista, a pesquisa já ocorre há dois anos em uma parceria com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). Agora a próxima etapa será a análise patológica das aves. Para o presidente da Aprosoja/MT, Antônio Galvan, a pesquisa pode devolver parte do lucro ao produtor que poderá reaproveitar os grãos avariados. “Queremos provar com a pesquisa de que até 100% da soja avariada não influencia em perda de peso da ave. Já testamos na carne, e agora no frango. Vamos comprovar cientificamente e mostrar ao Mapa que a soja deve ser paga integralmente ao produtor rural”, declarou.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink