Soja biotecnológica cobre 50% da área desse tipo de cultivo

INFORMAÇÕES

Soja biotecnológica cobre 50% da área desse tipo de cultivo

A área global de soja tolerante a herbicida e resistente a insetos em 2018 foi de 95,9 milhões de hectares
Por: -Leonardo Gottems
3329 acessos

A soja biotecnológica atualmente cobre metade da área de todos os cultivos biotecnológicos do mundo, segundo informou o Serviço Internacional para Aquisição de Aplicações Agro-biotecnológicas (ISAAA). Essas informações foram divulgadas pela instituição recentemente. 

“Em 2018, a soja biotecnológica representou 50% de toda a área de culturas biotecnológicas do mundo. A área global de soja tolerante a herbicida e resistente a insetos em 2018 foi de 95,9 milhões de hectares, um aumento de 2% em relação à área de 2017, equivalente a 1,8 milhão de hectares. Os 95,9 milhões de hectares de biotecnologia a soja em 2018 eram compostos por 69,3 milhões de hectares de HT e 26,6 milhões de hectares empilhados IR / HT (Intacta ™)”, diz o texto. 

As quatro principais culturas biotecnológicas - soja, milho, algodão e canola - foram as culturas biotecnológicas mais adotadas por 26 países em 2018, de acordo com o relatório da ISAAA, Status Global das Culturas GM / Biotecnologia Comercializadas em 2018. A soja lidera em 95,9 milhões de hectares, seguido por milho (58,9 milhões de hectares), algodão (24,9 milhões) e canola (10,1 milhões de hectares). Com base na área global da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) para essas culturas, 78% da soja, 76% do algodão, 30% do milho e 29% da canola eram culturas biotecnológicas em 2018. 

“O milho biotecnológico foi plantado em 58,9 milhões de hectares em 2018, uma ligeira queda de 1% em relação a 2017. A área plantada com milho biotecnológico flutuou em 2018 devido a condições climáticas desfavoráveis na América Latina, baixo preço de mercado nos EUA e Canadá, menor incidência de pragas na Europa, estoques altos no final do ano e o problema de sementes falsificadas nas Filipinas”, conclui. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink