Soja cai nos EUA com exportações fracas

ANÁLISE AGROLINK

Soja cai nos EUA com exportações fracas

Exportações foram maiores do que a semana anterior, mas menores do que há um ano
Por: -Leonardo Gottems
100 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na terça-feira (22.01) baixa de 7,50 pontos no contrato de Março/19, fechando em US$ 9,0925 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 6,50 e 7,50 pontos.

O dia foi de perdas nos principais contratos futuros do mercado norte-americano da soja, com as exportações maiores do que a semana anterior, mas menores do que há um ano pressionando Chicago. “O relatório semanal de Inspeções de Exportação indicou que 1.111 MMT de soja foram embarcadas durante a semana de 17 de janeiro”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica. 

“Isso foi 2,08% maior que na semana passada, mas ainda ficou 21,9% abaixo da mesma semana em 2018. Os embarques para a China aumentaram nessa semana. Foram 416.408 MT em exportações para fora do Golfo e Pacífico. Mas, as negociações deram um passo atrás, nesta terça-feira”, ressaltou o analista Luiz Fernando Pacheco.

De acordo com a Consultoria AgResource, as cotações da soja e milho aqui CBOT não tiveram fôlego para fechar em alta ao longo do dia: “O clima desfavorável na América do Sul dá sustentação mediana aos preços, enquanto que a paralisação de 25% do governo americano contrapõe a especulação, que ainda passa por uma falta expressiva de informações atualizadas – o USDA não produzirá nenhum relatório de estimativa até a volta oficial dos trabalhos públicos nos EUA”. 

“A Guerra Comercial ganha um capítulo importante na tarde de hoje. Representantes de ‘alto calão’ da China encontrarão os estadunidenses na próxima semana, em solo americano. O lado chinês havia proposto a abertura de conversas prévias para que uma pauta fosse definida. Entretanto, o lado americano recusou a iniciativa chinesa, colocando um sentimento de atrito para a especulação”, concluem os analistas.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink