Soja/CEPEA: Ritmo de negócios lento no Brasil

Agronegócio

Soja/CEPEA: Ritmo de negócios lento no Brasil

Agentes estão aguardando a divulgação da intenção de plantio nos Estados Unidos
Por:
1948 acessos

As negociações de soja e derivados estiveram lentas na semana passada, com agentes aguardando a divulgação da intenção de plantio nos Estados Unidos. Segundo pesquisadores do Cepea, para produtores brasileiros parece que o momento é realmente de aguardar algumas semanas para comercializar, podendo ser obtidas melhores remunerações que as atuais. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa para o produto transferido no porto de Paranaguá teve avanço de 2,63% de 25 de março a 1º de abril, finalizando a US$ 30,39/sc de 60 kg (em moeda nacional houve baixa de 0,33% no mesmo período, finalizando em R$ 48,99/sc) na sexta-feira (1º). O Indicador CEPEA/ESALQ (média de cinco regiões do Paraná) teve queda de 0,09% em sete dias, fechando a R$ 46,02/sc. Segundo relatório do Departamento Norte-Americano, a área de soja deve ser 1% menor neste ano, passando para 30,99 milhões de hectares. Mesmo assim, será a terceira maior área da história. Este é o resultado da sinalização de melhor rentabilidade de outras culturas, como milho e algodão nos Estados Unidos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink